Somente Cristo! Somente a Bíblia!

"Fiz uma aliança com Deus: que ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer, tanto para esta vida quanto para o que há de vir." - Martinho Lutero
Carregando...

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

General Laurent Nkunda - Congo


General Laurent Nkunda -- Obreiro leigo licenciado na Igreja Adventista do Sétimo Dia, comanda 6000 dissidentes armados no Congo. --- Garante já ter convertido todo o seu exército! A Conferência Geral diz que "não é membro ativo", aproveitando-se da circunstância de que o general está no comando de uma guerrilha, fazendo um bom tempo que não aparece na sua igreja. A imprensa internacional é unânime ao identificar o general Laurent como um membro e pregador leigo da Igreja Adventista. Não se pode crer tudo o que dizem dele, nem bem, e nem mal. Ele é da tribo Tutsi, e diz querer evitar um novo "abril de 1995" no Congo. A tribo Tutsi não tem fronteira e está espalhada por vários paises. A Conferência Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia tem sempre como a primeira preocupação "lavar as mãos", como fez no massacre de Rwanda. Ao afirmar que o general não é "membro ativo" prefere ficar com um pé na verdade e outro na mentira. Deveria apenas dizer que, embora seja membro da igreja Adventista, as suas ações não são controladas pela organização e nem representam o pensamento e política pacifista da igreja. --- Não precisa como sempre faz, assumir a tutela do membro da igreja! No caso do pastor Elizaphan Ntakirutimana e Conferência Geral se portou de forma vergonhosa! Enquanto a Igreja Anglicana de início assumiu toda a responsabilidade, e o supremo dirigente Carrey foi pessoalmente a Rwanda instalar uma comissão de investigação, Folkenberg foi à Tanzânia se informar com o presidente da união. Quando um juiz de Laredo mandou soltar o pastor Elizapham, a Conferência Geral pelo website declarou que "sabia que o pastor era inocente". --- A administração deixou o pastor Elizaphan ainda mais um ano no cargo, e tudo o que fez foi mandar uma comissão a Laredo (Texas) perguntar ao pastor o que tinha acontecido. (o pastor quando foi denunciado por grupos de direitos humanos, fugiu para o Texas, onde tem um filho médico). Um diretor da Conferência Geral disse a Ennis Meier: - "Ele nega tudo, mas os adventistas do local dizem que viram o pastor de óculos escuros na viatura dos guerrilheiros, mostrando o caminho da casa dos irmãos da igreja." --- Ficavam de tocaia, esperando que os adventistas escondidos nas montanhas viessem buscar comida em suas roças, quando eram mortos como ratos. O próprio pastor Elizapham autorizou os guerrilheiros derrubarem o forro de uma igreja onde havia adventistas escondidos, e foram todos mortos.
http://www.spectrummagazine.org/blog/2008/12/01/why_church_silent_gen_nkunda (revista adventista não denominacional, vendida nas lojas de livros ABC das associações)
http://news.bbc.co.uk/2/hi/africa/7747271.stm Laurent Nkaunda acusado de execuções arbitrárias.

Segundo a CNN, a mensagem do pregador leigo adventista Laurent Nkunda não é de paz!

Nenhum comentário: