Somente Cristo! Somente a Bíblia!

"Fiz uma aliança com Deus: que ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer, tanto para esta vida quanto para o que há de vir." - Martinho Lutero
Carregando...

segunda-feira, 10 de novembro de 2014


Quanto a TED WILSON, é o RESPONSÁVEL DIRETO, e quem faz  "vista grossa" para os abortos em Hospitais Adventistas, nos Estados Unidos.  --- Certamente dará contas a Deus por centenas de crianças mortas, numa transgressão do 
6° Mandamento da Lei de Deus.


Não é Ennis Meier quem afirma, e sim o maior jornal da Capital dos Estados Unidos !

Washington Post
 

"But the denomination may be the only theologically conservative Protestant group that allows elective abortions. Many of their own members didn't know that their worldwide hospital network performed the procedure, which has been quite the discussion on the Adventists for Life Facebook page. A number of posters were shocked to learn the denomination's stance."Tradução do texto ao lado do jornal Washington Post
Mas a denominação pode ser o único grupo teologicamenteconservador protestante que permite abortos eletivos. Muitos de seuspróprios membros, não sabem que a sua rede hospitalar em todo o mundo realiza o procedimento, que tem causado  bastante discussão sobre os adventistas na página do Facebook. Uma série deapresentadores ficaram chocados saber a posição da denominação.

NOTA: O aborto eletivo não inclue razões terapeuticas ou deformidades do feto podendo ser feito legalmente nos US até os 6 meses de gestação
(no Brasil é crime)




Dramático apelo da Associação Potomac. (região de Washington)
"Meus irmãos e irmãs em Cristo Jesus, o aborto está provando a igreja.
Por 190 a 58 votos pedimos que os hospitais "Washington Adventist e Shady Grove, proibam abortos por razões economicas e por conveniência..."


http://www.ministrymagazine.org/archive/1991/December/potomac-constituency-votes-abortion-appeal

Written by Martin Weber

Potomac constituency votes abortion appeal

" My brothers and sisters in Jesus Christ, abortion is testing our church." So began a daylong discussion that ended with Potomac Conference delegates voting by an overwhelming majority to request that two Adventist hospitals strictly limit abortions performed. The official action occurred during a special constituency meeting on Sunday, September 29, in Vienna, Virginia
By a vote of 190 to 58, delegates passed this resolution: "We, the Potomac Conference constituency, appeal to Washington Adventist Hospital and Shady Grove Adventist Hospital to immediately adopt and implement abortion policies that institutionally prohibit abortions for social or economic reasons including convenience, birth control, gender selection, or avoidance of embarrassment; limiting the abortion procedure to those times when a pregnancy threatens the mother's physical life, when the fetus is gravely abnormal, and in cases of rape and incest. The appointment of a committee charged with prospectively reviewing all requests for abortion would be essential to ensure implementation of these guidelines."


Nossa Nota: O apelo se limita a
os hospitais que ficam na área da Associação Potomac, onde se situa a Conferência Geral.
Você só vai entender a razão de toda a inércia da Conferência Geral, agora por 2 décadas, se entender que o faturamente dos hospitais Adventistas em grande parte se deve ao fato de terem se tornado "clínicas de aborto", e para onde foram parar os 
7.5 milhões de dólares embolsados pelos 2 funcionários do Chady Grove Hospital como bônus de Natal em 1999. (apenas "testas de ferro")Você só vai entender como, com um salário de pastor de 60 mil dólares por ano, um Presidente de Conferência Geral, podia ter um avião Cessna, 2 motores e 10 lugares, no valor de mais de 1 milhão de dólares para aventuras e negócios.
http://www.sdadefend.com/MINDEX-E-F/Folkenberg-853.pdf  de uma doação para fins missionários, o avião foi trocado por um muito mais rápido que era usado para negórios e aventuras do Presidente da Conferência Geral)


BÔNUS DE NATAL: Defendido na Review and Herald. (Revista Adventista americana)

4.74 milhões de dolares 
de bonificação de Natal para o administrador Bryan Breckenridge.
3.1 milhões de dolares de bonificação de Natal para o administrador Edmund R. Peters.
 
Veja em:  
http://adventistas.ws/veja345.htmInformativo Oficial da Igreja Adventista libera os Adventistas do Quênia a votarem em referendum sobre aborto, como bem entenderem, e acrescenta:
 





"A Igreja Adventista a nível mundial nunca liberou um comunicado oficial sobre o aborto, mas oferece diretrizes sobre o assunto."

http://news.adventist.org/pt/archive/articles/2010/05/07/in-kenya-adventist-leadership-distancing-itself-from-proposed-abortion-law/ 

A política frouxa e indefinida da Igreja Adventista de mais de duas décadas sobre o aborto, visa favorecer a parte comercial dos hospitais Adventistas dos Estados Unidos, confirmando a denuncia do maior jornal da Capital dos Estados UnidosWashington Post.

O aborto por simples manifestação da vontade da gestante é legal nos Estados Unidos até 6 meses, quando o feto ainda não tem condições de viver fora do útero. Esse tipo de aborto chamado de "elective abortion" não inclue casos em que houve estupro e nem quando a mãe corre risco de vida.  (no Brasil é crime)



Nenhum comentário: