Somente Cristo! Somente a Bíblia!

"Fiz uma aliança com Deus: que ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer, tanto para esta vida quanto para o que há de vir." - Martinho Lutero
Carregando...

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Lei X Graça


Em primeiro lugar devemos saber que Deus não depende das escrituras para santificar, purificar, justificar e salvar os que crêem em Jesus como o Messias de Israel.

A fé não é somente você crer em Jesus e pronto: Está salvo... A fé não é só relacionada à salvação, ela também está ligada com a santificação e isso é muito importante, pois muitos usam a lei com instrumento de santificação; só que isso é impossível...

Não existe “auto-santificação”, é sempre Deus que santifica - Vou inclusive até usar um texto que os adventistas gostam muito sobre o sábado, vejam (grifos e destaques nossos):

Tu, pois, fala aos filhos de Israel, dizendo: Certamente guardareis meus sábados; porquanto isso é um sinal entre mim e vós nas vossas gerações; para que saibais que Eu sou o Senhor, que vos santifica”. Êxodo 31:13

Então veja: Para que o sábado serviu de sinal entre Deus e o povo? Para que eles soubessem que é “o Senhor que santifica” certo? A santificação é dom de Deus; não vem dos homens...

Outro ponto interessante e que deve ser levado em conta, é que Abraão e Jó viveram em um contexto em que não existiam Bíblia, lei, nem escritura alguma e mesmo assim foram tidos como justos por Deus: “pois o justo viverá da fé”, e quem vive da fé é santificado por Deus.



Outro ponto importantíssimo; que não pode de maneira alguma ser ignorado, é que Paulo, quando pregou aos gentios, pregou em um contexto em que as pessoas também não tinham Bíblias, pois ela nem mesmo ainda existia... As pessoas não tinham acesso às escrituras (Antigo testamento), pois só os judeus tinham; isso sem falar que, mesmo se tivessem; as pessoas não entenderiam nada sobre as escrituras em posse dos judeus. Levando esse fato em consideração; descobrimos que mesmo assim, Paulo não pregou a lei, não divulgou os manuscritos antigos em posse dos judeus; mas correu o mundo afora apenas dizendo: ''Crê no Senhor Jesus e serás salvo!''. Hoje em dia é muito fácil, pois temos Bíblias em casa: Você tem, os adventistas também tem e por ai vai...

Abre aspas:

Imaginem o Apóstolo Paulo naquela época; andando entre uma e outra comunidade de gentios; carregando um “calhamaço” de leis, profecias, genealogias, histórias e etc... Aí ele sai distribuindo aquele monte de rolos falando sobre o sábado, o decálogo, adoração, proibições diversas e etc. Imaginaram o tempo que o Apóstolo gastaria, só para explicar para os outros o porquê deles não poderem caminhar mais de 2 km no sábado? E fazer fogo? Imaginem:

Gentios:

“Mas Paulo; e se eu andar 2 km e escorregar mais 2 cm?

Mas Paulo; comida fria é ruim demais; não pode nem um foguinho pra esquentar o rango?

Mas Paulo; e as parteiras; Deus vai parar os partos aos sábados?

Mas Paulo; e os guardas; quem vai vigiar a cidade aos sábados?

Mas Paulo; que negócio é esse de proibir nossa moqueca de camarão?

Mas Paulo; ostra faz bem pra saúde; porque não podemos mais comer?

Mas Paulo; mas Paulo; mas Paulo; mas Paulo......................................”

Apóstolo Paulo:

CHEGA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! VAMOS FAZER O SEGUINTE:

Creiam em Jesus Cristo e todos serão salvos; não vamos impor costumes judeus a vocês:

“Todavia, quanto aos que crêem dos gentios, já nós havemos escrito, e achado por bem, que nada disto observem; mas que só se guardem do que se sacrifica aos ídolos, e do sangue, e do sufocado e da prostituição.Atos 21:25

Fecha aspas.

Antes de falarmos sobre o concílio de Jerusalém descrito em Atos 15, vamos falar sobre nossa natureza pecaminosa, que é a base para o pleno entendimento da lei e a da Graça. Todos nós temos uma natureza pecaminosa herdada de Adão, todos nós temos uma natureza rebelde contra Deus, todos nós somos adúlteros, ladrões, assassinos, mentirosos por natureza... E essa nossa natureza pecaminosa herdada de Adão é a nossa carne! É a carne que te faz pecar, é a carne que te condena, é a carne que transgride as leis, é a carne que te afasta de Deus. Não há um homem sequer na face da Terra que esteja sujeito a lei de Deus... A não ser que passe pelo novo nascimento.

Pedimos agora que os nobres leitores leiam com bastante atenção – pacientemente - todos os textos abaixo:

“De maneira que, irmãos, somos devedores, não à carne para viver segundo a carne.” Romanos 8:12

“Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus.” Romanos 8:8

“Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito para as coisas do Espírito.” Romanos 8:5

“Porquanto a inclinação da carne é inimizade contra Deus, pois não é sujeita à lei de Deus, nem, em verdade, o pode ser.” Romanos 8:7

“Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis”. Romanos 8:13

Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte. Romanos 7:5

“Para que a justiça da lei se cumprisse em nós, que não andamos segundo a carne, mas segundo o Espírito.” Romanos 8:4

“Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz.” Romanos 8:6

“Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.” Romanos 13:14

“Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.” Romanos 7:18

“Dou Graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado. Romanos 7:25

“Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito, se é que o Espírito de Deus habita em vós. Mas, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.” Romanos 8:9

“Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.” Romanos 8:1

“E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção.” 1º Coríntios 15:50

“E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.” Gálatas 5:24

“Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis.” Gálatas 5:17

“Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.” Gálatas 6:8

“Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência (cobiça) da carne.” Gálatas 5:16

“Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne?” Gálatas 3:3

“Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também.” Efésios 2:3

“Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Jesus Cristo, e não confiamos na carne.” Filipenses 3:3

“Mas principalmente aqueles que segundo a carne andam em concupiscências de imundícia, e desprezam as autoridades; atrevidos, obstinados, não receando blasfemar das dignidades;” 2 Pedro 2:10

“Porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro,” 2º Pedro 2:18

“Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo.” 1 João 2:16

Agora vejam bem esse texto de Gálatas 5:19-22

“Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: ADULTÉRIO, prostituição, impureza, lascívia, IDOLATRIA, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, HOMICÍDIOS, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.”

O resumo de todas as passagens acima é: Tudo o que satisfaz a carne ou, quando damos vazão a nossa carne; pecamos, e quem viver segundo a carne não será salvo... Portanto cai por terra essa de falar que: “Tenho fé e sou salvo”; caem por terra também as palavras dos adventistas quando dizem que “guardam a lei, não para serem salvos e sim, porque já estão salvos”. As escrituras mostram que quem mata, adultera, rouba, idolatra e etc., não será salvo - O problema dos ASD, é que eles tentam guardar a lei com seu próprio esforço, como se fosse possível dominar a carne, mas isso é impossível! Toda a lei, incluindo os 10 mandamentos, só condena as obras da carne, ou seja, o pecado é a transgressão da lei e quem transgride a lei é a carne, só transgride a lei quem vive na carne.

Jesus disse que “quem não nascer de novo não pode ver o reino de Deus” e Ele disse isso para um príncipe dos judeus, que guardava não só os 10 mandamentos, como toda a lei.

Vamos ao texto:

“E havia entre os fariseus um homem, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus. Este foi ter de noite com Jesus, e disse-lhe: Rabi, bem sabemos que és Mestre, vindo de Deus; porque ninguém pode fazer estes sinais que tu fazes, se Deus não for com ele. Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer? Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo. João 3:1-7

Ou seja, todos nós nascemos da carne, todos nascem da semente corruptível de Adão e estamos sujeitos a essa natureza que é a carne. Somos naturalmente pecadores e rebeldes contra Deus. Só vai herdar o reino de Deus quem nascer de novo, fazendo morrer a carne através do Espírito. Agora atentem bem a esse detalhe: Quem faz morrer a nossa carne é o Espírito e tudo isso é pela fé, não vem dos homens; a carne não se converte nunca! Devemos viver uma vida guiada pelo Espírito de Deus, ou seja, devemos viver pela fé “pois o justo viverá da fé”.

Entenda que obediência é ter fé! Não é tentar cumprir mandamentos aqui e acolá (e pelas metades ainda) com seu esforço pessoal, pois dessa forma você estará servindo a Deus com a carne:

“Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.” Hebreus 10:38

“Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas, Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina,
1 Timoteo 1:9-10


Os adventistas quando vêem o texto acima, dizem que a lei não é feita para o justo, pois o justo vive em conformidade com a lei, só que o homem é justo por causa da sua fé e a justiça não vem pelas obras da lei, pensar dessa forma é cometer o mesmo erro dos judeus no passado, vejam:




“Que diremos pois? Que os gentios, que não buscavam a justiça, alcançaram a justiça? Sim, mas a justiça que é pela fé. Mas Israel, que buscava a lei da justiça, não chegou à lei da justiça. Por quê? Porque não foi pela fé, mas como que pelas obras da lei; tropeçaram na pedra de tropeço.” Romanos 9:30-32


Todos sabemos que na nova aliança, Deus escreve suas leis no coração do homem. Os adventistas sempre falam que os 10 mandamentos foram escritos com o próprio dedo de Deus nas tábuas de pedra, mas esquecem que na nova aliança, ela foi escrita no coração. Não precisamos mais ficar com os olhos o tempo todo nas pedras... Não matamos, não adulteramos, não roubamos, porque tudo está devidamente escrito em nossas consciências...

Agora; vocês conseguem explicar um versículo que os ASD usam muito? Vamos a ele:

“Anulamos, pois, a lei pela fé? De maneira nenhuma, antes estabelecemos a lei.”
Romanos 3:31


A fé estabelece ou confirma a lei, pois é pela fé que Deus escreve a sua vontade no nosso coração. Tudo isso tão somente faz parte do novo nascimento. É tudo pela fé, pela fé nascemos de novo, pela fé Deus escreve suas leis no nosso coração, pela fé somos guiados pelo Espírito de Deus e pela fé somos feitos filhos de Deus.


“E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé. Ora, a lei não é da fé... Gálatas 3:11-13


Como falamos anteriormente: É quando o Espírito de Deus passa a habitar em nós que a carne é mortificada e não pelo meu esforço:

"Porque, se viverdes segundo a carne, morrereis; mas, se pelo Espírito mortificardes as obras do corpo, vivereis. Romanos 8:13


Os que são de Cristo crucificaram a carne! Tudo isso só pode ser feito pelo Espírito, é tudo obra de Deus:

“E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.” Gálatas 5:24

“Sabendo isto, que o nosso homem velho foi com ele crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, para que não sirvamos mais ao pecado”. Romanos 6:6

Veja que, se a carne morreu, o pecado passa a não ter mais domínio sobre nós e consequentemente estamos mortos para a lei:

“Assim, meus irmãos, também vós estais mortos para a lei pelo corpo de Cristo, para que sejais de outro, daquele que ressuscitou dentre os mortos, a fim de que demos fruto para Deus.” Romanos 7:4

Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra.” Romanos 7:6

A lei serviu de “aio” (guia), mas depois da manifestação de Jesus; nascemos de novo e passamos a ser guiados pelo Espírito de Deus e se nascemos de novo, somos filhos de Deus. Novamente: Tudo isso é pela fé, vejam:

De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados. Mas, depois que veio a fé, já não estamos debaixo de aio. Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus”. Gálatas 3:24-26

Os que são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da lei:

“Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei.” Gálatas 5:18

E quem é guiado pelo Espírito é filho de Deus:

“Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.” Romanos 8:14-15

Quem é filho de Deus não está debaixo da lei, pois é guiado pelo Espírito e não pela carne:

“Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da Graça.” Romanos 6:14

Mas como o pecado não terá domínio sobre nós?

E, libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça.” Romanos 6:18

O que significa: “fomos libertados do pecado”? O pecado não terá mais domínio sobre nós porque eu guardo os 10 mandamentos? Porque eu guardo o sábado? Porque será que o Apóstolo Paulo disse isso:
  
“Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele (mandamento) me matou. Romanos 7:11


Isso é exatamente o que acontece com todos os que buscam se justificar na lei: O pecado usa a própria a lei contra quem tenta guarda-la! (Os Ex-adventistas que o digam: Quanto mais nos esforçávamos em guardar a lei; mais éramos infelizes) E a maldição recai sobre os legalistas:
 Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.Gálatas 3:10

Como se libertar dessa maldição? Se afundando ainda mais nas leis da própria maldição? É claro que não; mas nascendo de novo, sendo guiado pelo Espírito de Deus que crucificou a nossa carne:

 Na sua carne desfez a inimizade, isto é, a lei dos mandamentos, que consistia em ordenanças, para criar em si mesmo dos dois um novo homem, fazendo a paz.”
Efésios 2:15

Prezados e digníssimos leitores; se o pecado ainda tem domínio sobre vocês... É porque não estão debaixo da Graça e sim debaixo da lei; simples assim. Normalmente os adventistas dizem que a expressão “debaixo da lei” significa “debaixo da condenação da lei”; vamos ver outros textos com essa expressão para ver se isso é coerente:

“E fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei.” 1 Coríntios 9:20

Paulo estaria dizendo, que “se fez judeu para os que estão sob a condenação da lei”,  colocando a si próprio sob a “condenação da lei para ganhar os que estão sob a condenação da lei”? Isso faz sentido? Quando Paulo diz “debaixo da lei”, diz “debaixo de todas as ordenanças da lei” incluindo o decálogo. Não tem nada a ver com “sob a condenação da lei”.

Dizei-me, os que quereis estar debaixo da lei, não ouvis vós a lei? Gálatas 4:21

Paulo estaria dizendo: “Dizei-me os que quereis estar debaixo da condenação lei, não ouvis vós a lei”? Será que Paulo estaria afirmando aqui que alguém gostaria ou preferiria estar debaixo da condenação da lei? É claro que não! Paulo está dizendo que tem pessoas que queriam estar “debaixo das ordenanças da lei” como se não tivesse nascido de novo. E Paulo pergunta: ''...não ouvis vós a lei?'' De que lei Paulo esta falando? A única lei que existia na época é a Torah, que corresponde aos livros de Gênesis, Exodo, Levítico, Números e Deuteronômio. Veja a continuação do texto:

“Dizei-me, os que quereis estar debaixo da lei, não ouvis vós a lei? Porque está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava, e outro da livre. Gálatas 4:21-22

Paulo pergunta se eles não ouviram na lei (torah), que está escrito que Abraão teve dois filhos, um da escrava e outro da livre, ou seja; na lei está escrito sobre Abraão? Qual parte do decálogo fala de Abraão? Não é no livro de Gênesis? Será que o termo “debaixo da lei” significa “estar sob a condenação da lei” por transgredi-la? A punição, que é a morte, veio pela transgressão da lei de Moisés ou pela transgressão de Adão? Todos em Adão pecaram, todos em Adão morreram, todos em Adão foram condenados; por favor, pensem nisso.

Agora analisemos: Somos pecadores porque herdamos de Adão uma natureza pecaminosa; não somos pecadores porque transgredimos a lei de Moisés! Isso é o que alguns não conseguem entender: A condenação da humanidade veio sobre a transgressão de Adão e não sobre a transgressão da lei:

“E não foi assim o dom como a ofensa, por um só que pecou. Porque o juízo veio de uma só ofensa, na verdade, para condenação, mas o dom gratuito veio de muitas ofensas para justificação. Porque, se pela ofensa de um só, a morte reinou por esse, muito mais os que recebem a abundância da Graça, e do dom da justiça, reinarão em vida por um só, Jesus Cristo. Pois assim como por uma só ofensa veio o juízo sobre todos os homens para a condenação, assim também por um só ato de justiça veio a Graça sobre todos os homens para justificação de vida. Porque, como pela desobediência de um só homem, muitos foram feitos pecadores, assim pela obediência de um, muitos serão feitos justos.” Romanos 5:16-19

Percebam o que grifamos e destacamos nos versos acima: “O juízo veio sobre todos os homens para a condenação”, ou seja, toda a humanidade “já está condenada” e não “será condenada”. Para não ser condenado, só nascendo de novo, pois Jesus disse que “quem não nascer de novo não verá o reino de Deus”; só lembrando: Jesus disse isso para um mestre da lei.

De maneira nenhuma a não existência da lei de Moisés anularia a existência do pecado; isso mais uma vez prova que os adventistas se baseiam em ensinamentos humanos, uma vez que crêem que o pecado procede da transgressão da lei dada a Moisés e não da transgressão de Adão. Eles afirmam ainda, que só os que transgridem a lei é que recebem a condenação, porém isso é doutrina de homens! A doutrina da verdade do evangelho diz que todos já estão condenados em Adão e só se livram da condenação em Cristo:

“Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” João 3:18

Podemos dizer que a lei, de uma certa forma, foi abolida sim, para os que nasceram de novo. Na verdade nós estamos mortos para a lei, mas a lei continua acusando os que vivem segundo a carne. Quando dizemos que estamos “mortos para a lei” ou que ela foi “abolida” isso inclui os 10 mandamentos, pois toda a lei foi feita para quem vive na carne. Se você nasceu de novo, se você foi feito nova criatura em Cristo, se você pode dizer o que Paulo disse: “não vivo eu, mas Cristo vive em mim”, porque se preocupar com mandamentos de não matar, não adulterar, não furtar, guardar sábados, ora, você não nasceu de novo? Veja esse texto:

Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus.” 1 João 3:9


Quem nasceu de novo não peca, pois é guiado pelo Espírito de Deus! Se você porventura pecar é porque você naquele momento que pecou, estava sendo guiado pela sua carne e a vida pela carne é inimizade contra Deus. E se você pecar? Vai fazer o que? Vai recorrer a lei? De maneira nenhuma; a lei só te acusa...



É importante que todos saibam que essa vida “guiada pelo Espírito” não existia no antigo testamento, pois era uma profecia a ser cumprida com a vinda do Messias:

“E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado. João 7:39
“Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. E, quando ele vier (não tinha vindo ainda ), convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.” João 16:7-8

Não existe essa coisa de “lei moral x lei cerimonial” analisem conosco: Antes era “debaixo da lei”, ou seja, debaixo das prescrições e/ou ordenanças da lei, incluindo o decálogo. Agora é “debaixo da Graça”, guiados pelo Espírito de Deus. A Bíblia é clara em afirmar sim, um período específico da lei e outro exato período da Graça - Não que a Graça não tenha existido antes, porém ela foi manifestada verdadeiramente depois da glorificação de Jesus, que rasgou o véu da separação e nós que “estávamos destituídos da glória de Deus” podemos ter livre acesso ao Pai pela fé em Jesus, “pois pela fé somos feitos filhos de Deus” assim como Jesus é.

Não é mais necessário oferecer sacrifícios, pois Jesus nos santificou pela “oblação” (oferta) de si mesmo. Os sacrifícios de animais, de maneira nenhuma poderiam remover nossa natureza pecaminosa; doutra maneira, não teriam deixado de ser oferecidos:

“Pois tendo sido uma vez purificados os que prestavam o culto, nunca mais teriam consciência de pecado. Mas nesses sacrifícios cada ano se faz RECORDAÇÃO dos pecados, porque é impossível que o sangue de touros e de bodes tire pecados. Hebreus 10:2-4

Os sacrifícios “traziam a memória”, ou seja, faziam que as pessoas se lembrassem, de que todos os homens permaneciam debaixo do pecado, como escravos do pecado. Os sacrifícios pelos pecados testemunhavam que o homem ainda permanecia com a natureza pecaminosa herdada de Adão.

Ora, onde há remissão de pecados, não há mais oferta pelo pecado.” Hebreus 10:18

O autor de Hebreus afirma aqui que, se nossa natureza pecaminosa foi removida, não há mais necessidade de ofertas pelo pecado. Porém, se sua natureza pecaminosa permanece, ainda se faz necessária a oferta pelo pecado. Como Jesus é o sacrifício perfeito, o único caminho é ter fé no seu sacrifício, ou seja, se os adventistas dizem que não tem mais sacrifício, mas dizem que você tem de observar os 10 mandamentos para se salvar, isso significa que o sacrifício de Cristo não é suficiente; o pecado tem domínio sobre sua vida; você não nasceu de novo, não é guiado pelo Espírito e ainda não foi liberto do pecado, entenderam?


Ter de guardar mandamentos para se salvar, significa que o sacrifício de Jesus não santificou para sempre os que crêem em seu sacrifício. Uma coisa é ligada à outra, não tem como separar as coisas:

Não sabeis que os injustos (os que não vivem da fé) não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus. E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus. 1 Coríntios 6:9-11


Toda a lei (incluindo os 10 mandamentos) foi feita para quem vive na carne, mas quanto ao sábado? O sábado também foi feito para quem vive na carne: Ele foi feito para que o homem tivesse um dia de comunhão com Deus, pois se Deus não desse esse mandamento, o povo não teria nenhum dia de comunhão com Ele. Aquele povo era carnal, não tinha recebido o Espírito Santo ainda, pois Jesus não tinha sequer nascido; aquele povo era incrédulo, não vivia pela fé, era duro de coração, era murmurador...

O mandamento do sábado foi feito para que houvesse comunhão com Deus, para que o povo descansasse em Deus, pois o descanso é Deus: Quem dá descanso a si mesmo é a carne. Era um dia de vida espiritual e mesmo assim vemos nas escrituras os judeus profanando sempre o sábado; mas por quê? Porque eram carnais! Viviam guiados pela carne e tentavam descansar na carne (igual a certos crentes hoje em dia, que de tanto se esforçar para guardar o sábado, acabam não descansando nem no espírito, nem na carne, nem em nada). Se vivessem da fé como Abraão, teriam a lei escrita no coração, por isso Deus deu esse testemunho de Abraão:

“Porquanto Abraão obedeceu à minha voz, e guardou o meu mandado, os meus preceitos, os meus estatutos, e as minhas leis.” Gênesis 26:5

Abraão viveu da fé, descansou pela fé e pela fé foi santificado. O evangelho foi anunciado a Abraão!

“Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti.” Gálatas 3:8

Mas o homem tem a natureza rebelde herdada de Adão e Cristo veio ao mundo para nos libertar dessa natureza. Vemos incontáveis testemunhos mundo a fora, de pessoas que abandonaram as drogas, que eram violentas, que viviam uma vida devassa, que contavam mentiras e agora foram transformadas por Jesus, que envia seu Espírito a todos os que o buscam pela fé. As pessoas não são transformadas porque a lei proíbe isso ou aquilo, mas sim pelo Espírito Santo de Deus:

“O insensatos gálatas! quem vos fascinou para não obedecerdes à verdade, a vós, perante os olhos de quem Jesus Cristo foi evidenciado, crucificado, entre vós? Só quisera saber isto de vós: recebestes o Espírito pelas obras da lei ou pela pregação da fé? Sois vós tão insensatos que, tendo começado pelo Espírito, acabeis agora pela carne? Será em vão que tenhais padecido tanto? Se é que isso também foi em vão. Aquele, pois, que vos dá o Espírito, e que opera maravilhas entre vós, fá-lo pelas obras da lei, ou pela pregação da fé? Gálatas 3:1-5

Ao contrário do que os ASD afirmam; o sábado não foi dado como mandamento no Éden; pois Adão e Eva já tinham plena comunhão com Deus, já descansavam todos os dias em Deus. A palavra sábado é sequer mencionada no livro de Gênesis e o “descanso de Deus” representava a plena comunhão de Deus com Adão e Eva. Deus criou o homem no sexto dia e o colocou no seu descanso/comunhão no sétimo dia. Depois que o pecado entrou no mundo por Adão, fomos destituídos da glória de Deus e perdemos a comunhão plena com Deus. Essa comunhão só foi restabelecida em Cristo e hoje nós, os que cremos, já estamos no descanso do sétimo dia veja:

Porque nós, os que temos crido, entramos no repouso, tal como disse: Assim jurei na minha ira Que não entrarão no meu repouso;” Hebreus 4:3

Concluindo: Nós não matamos, não adulteramos, não furtamos, entramos no descanso, não desonramos nossos pais e etc., porque o Espírito de Deus habita em nós e não porque guardamos mandamentos com nosso próprio esforço. A lei é muito mais do que simples e limitados 10 mandamentos! Não se esqueçam disso:

Vivemos agora no Ministério do Espírito:

“E, se o ministério da morte, gravado com letras em pedras, veio em glória, de maneira que os filhos de Israel não podiam fitar os olhos na face de Moisés, por causa da glória do seu rosto, a qual era transitória, Como não será de maior glória o ministério do Espírito? 2º Coríntios 3:7-8

Nós não matamos, não adulteramos, não furtamos, amamos o próximo, amamos a Deus e etc., porque o Espírito Santo de Deus habita em nós e não porque nós guardamos dez secas regras. Nós, seres humanos, não temos nada de bom e que agrade a Deus; o que temos é uma natureza caída e rebelde contra Deus, e só Jesus para nos libertar dessa natureza.

Os 10 mandamentos foram abolidos para quem nasceu de novo, porém, se você viver na carne, eles continuarão te acusando, pois ela só faz isso: Te acusar e te amaldiçoar. A lei não pode trazer vida ao homem, só a morte:

Porque, se fosse dada uma lei que pudesse vivificar, a justiça, na verdade, teria sido pela lei. Gálatas 3:21

“Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou. Romanos 7:11

Infelizmente, a verdade é que a pregação adventista coloca Jesus como alguém importante, mas não como o centro da mensagem; o foco está sempre no esforço humano. Em suas pregações, mais se fala da lei do que de Cristo, mais se fala de detalhes e regras a serem cumpridas a todo custo; que se deve fazer isso, não se deve fazer aquilo, exatamente como os fariseus faziam no passado. Mas na profecia da nova aliança, vemos Deus dizendo: “porei”, “farei”, “livrar-vos-ei”, “dar-vos-ei”, sempre é Deus fazendo a obra em nós, não o contrário.

O Concílio de Jerusalém em atos 15; mostra uma reunião dos Apóstolos para decidir o que os cristãos gentios deveriam observar da lei vejam:

“Então alguns que tinham descido da Judéia ensinavam assim os irmãos: Se não vos circuncidardes conforme o uso de Moisés, não podeis salvar-vos. Tendo tido Paulo e Barnabé não pequena discussão e contenda contra eles, resolveu-se que Paulo e Barnabé, e alguns dentre eles, subissem a Jerusalém, aos apóstolos e aos anciãos, sobre aquela questão.” Atos 15:1-2

Continue acompanhando:

“E, quando chegaram a Jerusalém, foram recebidos pela igreja e pelos apóstolos e anciãos, e lhes anunciaram quão grandes coisas Deus tinha feito com eles. Alguns, porém, da seita dos fariseus, que tinham crido, se levantaram, dizendo que era mister circuncidá-los e mandar-lhes que guardassem a lei de Moisés. Congregaram-se, pois, os apóstolos e os anciãos para considerar este assunto.” Atos 15:4-6

Ou seja, eles queriam que os cristãos se circuncidassem e que guardassem toda a lei! Agora o mais importante de Atos 15:

E, havendo grande contenda, levantou-se Pedro e disse-lhes: Homens irmãos, bem sabeis que já há muito tempo Deus me elegeu dentre nós, para que os gentios ouvissem da minha boca a palavra do evangelho, e cressem. E Deus, que conhece os corações, lhes deu testemunho, DANDO-LHES O ESPÍRITO SANTO, assim como também a nós; E não fez diferença alguma entre eles e nós, PURIFICANDO Os SEUS CORAÇÕES PELA FÉ. Atos 15:7-9

Resumindo: Deus não depende das escrituras para santificar as pessoas, é tudo pela fé: Pela fé nascemos de novo, pela fé recebemos o Espírito Santo, pela fé Deus escreve sua vontade em nossos corações... Em Atos 15, os apóstolos não disseram nada de mandamentos, pois Deus, “purificou os corações pela fé”. Eles concluíram que nada da lei era mais necessário. Nunca se esqueça que toda a virtude vem Deus e não dos homens, e se você não mantiver a chama da fé acesa, inevitavelmente vai voltar a viver na carne, porque a carne não se converte.

“Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. Gálatas 5:17-18.

Esse é o texto, espero que tenha esclarecido o tema. Outro dia mandarei o texto dos Tabernáculos. Fiquem firmes.




Extraído de Ex-Adventistas.Com

2 comentários:

Vítor Hugo disse...

Graça e Paz !
Texto muito bom, me ajudou a esclarecer algumas dúvidas.
Mas Também gostaria de saber uma outra coisa, se possível.
Estava dando uma pesquisa, e encontrei em vários artigos, dizendo que os mandamentos ao todo são 613, "613 mitzvot".
No caso, Por que os adventistas falam só dos 10? Não teria que cumprir todos os 613? Ou os 10 mandamentos são os principais, os únicos que deviam ser seguidos?

Se possível, por favor, gostaria muito da ajuda do irmão sobre este assunto, pois não consegui esclarecer essa dúvida.
Desde já Deus abençoe !
Fique na Paz !

Vítor Hugo disse...

Graça e Paz !
Texto muito bom, me ajudou a esclarecer algumas dúvidas.
Mas Também gostaria de saber uma outra coisa, se possível.
Estava dando uma pesquisa, e encontrei em vários artigos, dizendo que os mandamentos ao todo são 613, "613 mitzvot".
No caso, Por que os adventistas falam só dos 10? Não teria que cumprir todos os 613? Ou os 10 mandamentos são os principais, os únicos que deviam ser seguidos?

Se possível, por favor, gostaria muito da ajuda do irmão sobre este assunto, pois não consegui esclarecer essa dúvida.
Desde já Deus abençoe !
Fique na Paz !