Somente Cristo! Somente a Bíblia!

"Fiz uma aliança com Deus: que ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer, tanto para esta vida quanto para o que há de vir." - Martinho Lutero
Carregando...

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

PEQUENA COLETANEA DE CONTRADIÇÕES ENCONTRADAS NOS ESCRITOS DE ELLEN G. WHITE


 

"...Ellen G White é uma genuína profeta de Deus!” - “...Ellen G White é a voz de Deus.”
As declarações acima foram extraídas de incontáveis e-mail´s enviados pelos seguidores fanáticos de Ellen White e é uma das “respostas padrão” que todos os seus devotos disparam diante de qualquer evidencia que abale a suposta santidade atribuída a sua Pseudoprofeta.
Diante da repercussão causada pela coluna “Pérolas Adventistas” decidimos criar um “Guia” para auxiliar os nossos leitores a entenderem porque que as afirmações dos devotos de EGW, além de não ter nenhum fundamento; não passam de uma tentativa desesperada de “tapar o sol com uma peneira”.          
Amigo leitor; entre muitos absurdos e confusões na doutrina adventista, neste artigo abordaremos um tema que mexe no alicerce desta igreja e põe em xeque a afirmação sobre a suposta inspiração Divina de uma de suas fundadoras: As contradições que a auto intitulada “mensageira do Senhor” escreveu afirmando ter origem divina...


Contradição: Diz-se que há contradição quando se afirma e se nega simultaneamente algo sobre a mesma coisa. Incoerência entre o que se diz e o que se disse, entre palavras e ações; desacordo”. (Fonte: Dicionário Web)                                                                  
1ª carta de Paulo aos Coríntios capítulo 14, verso 33:
Porque Deus não é Deus de confusão...”
Onde conferir tudo: http://www.ellenwhitebooks.com/                                                                    
(Comentários em azul)  


Ellen  White x Política:



Os filhos de Deus têm de separar-se da política, de toda união com os incrédulos. Não devem ligar seus interesses aos do mundo. "Provai vossa aliança comigo", diz Ele, "permanecendo como Minha herança escolhida, como um povo zeloso de boas obras." Não tomeis parte em lutas políticas. Separai-vos do mundo, e refreai-vos quanto a introduzir na igreja ou na escola idéias que hão de levar a contendas e perturbações.”(Fundamentos da Educação Cristã, pág. 483) “Em relação ao mundo, os cristãos dirão: não nos mancharemos com a política.’’                                                                   
Testemunho para ministros, pág. 131”.

Contradição: 
Tendes pensamentos que não ousais exprimir, de poderdes um dia alcançar as alturas da grandeza intelectual; de poderdes assentar-vos em conselhos deliberativos e legislativos, cooperando na elaboração de leis para a nação? Nada há de errado nessas aspirações.
Fundamentos da Educação Cristã, pág. 82.
Eu só queria saber, como o Cristão vai participar de conselhos legislativos ajudando a criar leis para a nação...                
E ao mesmo tempo separar-se da política.



Ellen White x Ovos:




"Pondes na mesa manteiga, ovos e carne, e vossos filhos deles participam. São alimentados justo com os artigos que lhes incitarão as paixões animais, e depois ides à reunião e pedis que Deus abençoe e salve vossos filhos.Até que altura subirão vossas orações?"
Conselhos Sobre o Regime Alimentar, p. 366
Os ovos não devem jamais se encontrar sobre vossa mesa.Eles representam uma ameaça para vossas crianças.”  
Testemunhos para a Igreja vol.2, p. 400.
"Não deveis comer ovos, nem usar leite ou nata”.
 Conselhos sobre regime alimentar pág. 206
"Foi-me mostrado o perigo de famílias que são de temperamento irritável, com predomínio das paixões animais. Seus filhos não devem ter permissão para fazer dos ovos sua alimentação, pois esta espécie de alimento - ovos e a carne de animais provocam as paixões animais. Isto torna muito difícil vencerem a tentação para condescender com a pecaminosa prática da masturbação, a qual nesta época quase é praticada universalmente. Este hábito debilita as faculdades físicas, mentais e morais, e obstrui o caminho para a vida eterna." 
Mensagens escolhidas vol. III pág. 286 par. 3.
"Não deveis comer ovos, nem usar leite ou nata“. Testemunhos seletos vol. III pág. 363 par. 3
Contradição:
"Abstendo-se de leite, ovos e manteiga, alguns deixaram de prover ao organismo o alimento necessário e, em conseqüência, se enfraqueceram e incapacitaram para o trabalho. Assim a reforma pró-saúde perde o seu prestígio”.
Testemunhos seletos vol. III pág. 362 par. 3
Não deveis negar-vos o alimento bom e saudável. ... Obtende ovos, de galinhas sadias. Usai esses ovos cozidos ou crus. Ponde-os crus no melhor vinho... Isto vos suprirá ao organismo o que lhe é necessário. ...Os ovos contêm propriedades que são agentes medicinais para combater venenos.
Conselhos Sobre o Regime Alimentar, págs. 203 e 204.
“Leite, ovos e manteiga não devem ser classificados como alimento cárneo. Nalguns casos o uso de ovos é proveitoso.” Conselhos sobre saúde pág. 478 par 1.

Não é necessario nem comentar essa bizarra contradição; ela é auto explicativa...

Ellen White x O “terrível queijo”


Além da Srª White relacionar e considerar o queijo tão ruim quanto à carne de porco, ela afirmou:



-“Queijo nunca deve ser introduzido no estômago.”  Testimonies, vol. 2, pág. 68. (idem 368)
-“O queijo é ainda mais objetável. É totalmente impróprio como alimento. 
A Ciência do Bom Viver, pág. 302.
“...O efeito do queijo é deletério (venenoso)”. Conselhos sobre regime alimentar, pg. 236
(grifos nossos)
Contradição:

-“Chá, café, fumo e álcool precisam ser apresentados como condescendências pecaminosas. Não podemos pôr a carne, os ovos, a manteiga e o queijo em pé de igualdade com esses artigos colocados sobre a mesa. Estes não devem ser postos na frente, como o tema principal de nossa obra. Os primeiros - chá, café, fumo, cerveja, vinho e todas as bebidas alcoólicas - não devem ser ingeridos moderadamente, mas rejeitados. Os perniciosos narcóticos não devem ser tratados do mesmo modo que o assunto dos ovos, da manteiga e do queijo. 
Manuscrito 5 , 1881(mensagens escolhidas vol 3 pg 287) 

Vejam que curiosa e confusa contradição nesta citação da Sra White; aqui ela se mostra mais amena ao queijo. em outras ela disse que o queijo nunca deve ser introduzido no estômago, que é totalmente impróprio como alimento, que seu efeito é deletério (venenoso), que pode trazer enfermidades, levar à morte, que é nocivo...
E agora, no entanto, o queijo não deve ser tratado como um “pernicioso narcótico” como o “terrível” chá, por exemplo, que deve ser rejeitado.   Vejam só que confusão: 1º, o queijo nunca deve ir ao estômago, e agora ele não deve ser tratado como os itens que devem ser rejeitados!
Para confundir mais ainda, ela voltou atrás depois e declarou:
-“Nosso cardápio é simples e saudável. Não temos à mesa manteiga, nem carne, nem queijo, nem misturas gordurosas de alimento.” Carta 62 1903  (idem pg 491)
12 anos antes de sua morte (1915), ela condena o queijo como não saudável.   Aqui ela volta a dizer que o queijo é muito prejudicial. 11 anos atrás, no manuscrito 5 de 1881 (citado acima), ela diz uma coisa, e agora (1893) volta a tratar o queijo como algo muito ruim. 
Ou seja: O confuso e contraditório “ministério White da saúde” adverte: 


Comer queijo é muito prejudicial à saúde e pode levar à morte.
Em contradição com a Bíblia:
 
O curioso é que a Bíblia nunca condenou o queijo como prejudicial, ruim, e muito menos maléfico para a saúde humana. O próprio Abraão serviu queijo para os anjos de Deus que o visitaram (Gen 18:1-8).

Confira você mesmo o que a Bíblia diz em 2º Samuel 17:29
E mel, e manteiga, e ovelhas, e queijos de vacas, e os trouxeram a Davi e ao povo que com ele estava, para comerem...”
Somente estas declarações Bíblicas, já bastariam para formarmos qualquer juízo de valor a respeito do queijo como alimento; mas, indo um pouco mais fundo, veja o que o Especialista em nutrição esportiva (UniFOA) Drº Fabio Moura Veras, relata sobre o queijo Clique aqui:
O que é mais interessante neste caso; é que 99,99999 % dos adventistas comem queijo normalmente, ignorando completamente esse conselho (nem eles mesmos se entendem sobre obedecer ou não a “mensageira do Senhor”).




Ellen White x Manteiga



“Posto que se tenha advertido contra o perigo de contrair enfermidades pelo uso de manteiga e contra os males provenientes do uso abundante de ovos...” Testemunhos seletos vol. III pág; 362
Sejam as pessoas ensinadas a preparar o alimento sem o uso de leite ou manteiga”              Ibidem pág. Pág. 138. par. 4
Contradição:
Abstendo-se de leite, ovos e manteiga, alguns deixaram de prover ao organismo o alimento necessário e, em conseqüência, se enfraqueceram e incapacitaram para o trabalho.”              Ibidem pág. 362. par. 3

É necessário comentar? 

O curioso é que as declarações estão todas num mesmo livro...




Ellen White x Alimentos “imundos”


Vi que suas idéias sobre a carne de porco não seriam prejudiciais se vocês as retivessem para si mesmos, mas, em seu julgamento e opinião, os irmãos têm feito desta questão uma prova, e seus atos têm demonstrado o que vocês crêem sobre isso. Se Deus achar por bemque seu povo se abstenha da carne de porco, Ele os convencerá a respeito. Se for dever da igreja abster-se da carne de porco, Deus o revelará a mais do que duas ou três pessoas. Ele ensinará a sua igreja o dever dela”. 
(Testemunhos para a igreja vol. 1 pg 206-207.) (em outubro 1858).
"Alguns de nossos bons irmãos acrescentaram a ‘carne de porco’ à lista de coisas proibidas pelo Espírito Santo e pelos apóstolos e Anciãos reunidos em Jerusalém. Mas nós nos sentimos chamados a protestar contra essa decisão, por ser contrária ao claro ensino das Sagradas Escrituras." Present Truth, Swine's Flesh, nov., 1850.
Contradição:
É impossível que seja sã a carne de qualquer criatura vivente, tendo como elemento natural a imundícia, e quando eles se alimentam de tudo quanto é detestável. A carne de porco se compõe do que ele come. Caso os seres humanos comam dessa carne, seu sangue e sua carne serão corrompidos por impurezas transmitidas por ela.  O comer porco tem produzido escrófulas, lepra e humores cancerosos. O ingerir carne desse animal está ainda causando o mais intenso sofrimento à humanidade.”  
How to Live, pág. 58. (Conselhos sobre regime alimentar pág. 393)
Vejam só:


- Primeiro ela afirmou que se abster decomer porco era contrário ao claro ensino das escrituras;




- Depois; declara que a carne suína, causa o mais intenso sofrimento a humanidade...


Sem especificar que terrível sofrimento é esse!
Para embaralhar mais ainda a coisa; em uma lista de compras ela pede (para seu consumo):


 ...Se puderem adquirir algumas latas de boas ostras, adquiram-nas.”
Mensageira do Senhor pg. 315-316 - Carta 16, 1882, citada em Coon, pg. 19.


Será que a visão de "reforma de saúde" veio incompleta?



Ellen White x Auxílio médico:




"Se alguém entre vós está enfermo, não desonremos a Deus recorrendo a médicos terrenais, mas recorramos ao Deus de Israel.” 
To Those Who Are Receiving the Seal of the Living God," (Tablóide 2), jan., 1849.
Deus nos defenda de sermos os pacientes que lhes sirvam de campo de experiência! Somos muito poucos. Isto é uma batalha demasiado inglória para nela perecermos. Que Deus nos livre de tal perigo! Não precisamos de tais mestres e médicos.”  Test. Sel. Vol. I Pág 193
Alguns que empreendem tornar-se médicos, são fanáticos, egoístas,obstinados como jumentos. Não lhes podeis ensinar qualquer coisa.Talvez nunca tenham feito qualquer coisa digna de fazer-se.”  Ibidem pág. 193 par. 2                                                                          

Contradição:
Em nossos sanatórios, o grupo de pacientes, juntamente com os médicos, enfermeiros e funcionários, devem ser alimentados no sábado, como qualquer família, com o mínimo trabalho possível.”  Test. Sel. Vol. III pág. 130 par. 4
“Por que fazem os nossos médicos tanto empenho em localizarem-se nas cidades?”   Ibidem pág. 113 par. 3
"Fora das cidades", é a minha mensagem. Nossos médicos há muito deveriam haver estado bem despertos para este ponto. Ibidem pág. 114 par. 5
A maneira por que cristo trabalhava era pregar a palavra, e aliviar o sofrimento por obras miraculosas de cura. Estou, porém instruída de que não devemos trabalhar agora dessa maneira, pois Satanás exercerá seu poder pela operação de milagres. Os servos de Deus hoje não poderiam trabalhar mediante milagres, pois espúrias obras de cura, pretendendo ser divinas serão operadas. Por esta razão o Senhor destinou um meio pelo qual seu povo pode executar uma obra de cura física, aliada ao ensino da palavra. Devem estabelecer-se sanatórios, e com essas instituições devem estar ligados obreiros que façam genuína obra médico-missionária. Estende-se assim protetora influencia em torno dos que vão aos sanatórios em busca de cura. (Medicina e Salvação. Pág. 54)

Afinal, se deve ir ao médico ou não? 


Os hospitais adventistas e os pacientes desonram a Deus?




Ou o preconceito é somente contra os médicos não adventistas? Essa é para pensar...





Ellen White x Porta da graça (Salvação) 



"Meu anjo acompanhante me convidou a buscar ver o trabalho pelas almas dos pecadores, como antes existia. 


Olhei, mas não pude vê-lo, porque o tempo da salvação deles havia passado."
Present Truth, Ago., 1849.
 "Mas o pecador, a quem Jesus havia estendido seus braços todo o dia, e que havia desprezado a oferta da salvação, ficou sem advogado quando Jesus saiu do Lugar Santo e fechou essa porta em 1844." 
Present Truth, maio, 1850.
“Era tão impossível para eles alcançar o caminho novamente e seguir para a cidade, como também para todo o mundo ímpio que Deus havia rejeitado. Logo ouvimos a voz de Deus como muitas águas..." Primeiros Escritos, & Word for the Little Flock.


Nestes trechos Ellen White, afirma que em 1844, Cristo teria fechado a porta da graça, não havendo mais possibilidade de salvação para os pecadores, "pois o tempo de salvação deles havia passado".



Agora observe que, segundo Ellen White, Deus lhe deu duas visões confirmando a “porta fechada”, fato este que; segundo ela relata no texto abaixo, levou o irmão Stowel a crer na “doutrina da porta fechada”:
Vi que o irmão Stowell, de Paris, vacilava sobre a questão da porta fechada....Deus me deu duas visões enquanto estive ali, para grande consolo e fortaleza dos irmãos e irmãs. O Irmão Stowell foi firmado na doutrina da porta fechada e em toda a verdade presente de que havia duvidado."  (ibid., p. 93).
Contradição:
 “Nunca declarei nem escrevi que o mundo estava condenado ou perdido. Nunca, sob quaisquer circunstâncias, empreguei esta linguagem com ninguém, embora pecador. Tenho tido sempre mensagens de reprovação para aqueles que usavam essas ásperas expressões.” 
Carta 2, 1874. – Mensagens Escolhidas, Vol. I, pág. 74.
O mais impressionante é que Ellen White, não tendo mais como defender a doutrina da “porta fechada”, em vez de admitir o erro, novamente desmente o que ela mesma escreveu, negando veementemente, que tenha tido qualquer visão sobre o assunto:

"Durante algum tempo após o desapontamento de 1844 eu de fato mantive, em comum com o corpo de adventistas, que a porta da misericórdia fora então para sempre fechada para o mundo. Esta posição foi assumida antes de minha primeira visão ter-me sido dada. Foi à luz concedida a mim por Deus que havia corrigido o “nosso erro”, e nos capacitou a ver a verdadeira posição." Mensagens Escolhidas, Vol. 1, p. 63.  (grifo nosso)
Vejam que incrível: Ela mesma afirmou que teve visões de Deus confirmando a doutrina da porta fechada, e depois vem a declarar, que Deus havia corrigido o “nosso erro”?!
Como assim, “nosso erro ”? Dela e de Deus? 


Deus errou? Fê-la errar? É simplesmente inacreditável a afirmação dessa senhora...


Como ela pode afirmar que assumiu tal posição antes de sua “primeira visão”, se escreveu dizendo que “Deus deu visões para ela ajudar a firmar o Sr Stowell” na tal doutrina? 
Tudo que ela escreveu não foi inspirado por Deus?

Qual seria o adjetivo mais apropriado para podermos nomear todas essas absurdas contradições?



Ellen White x Astronomia:




" Então fui levada a um mundo que tinha sete luas. Vi ali o bom e velho Enoque que tinha sido trasladado...  


...perguntei-lhe se este era o lugar para onde fora transportado da terra. Ele disse.- não é; minha morada e na cidade, e eu vim visitar este lugar" . Vida e ensinos Sétima edição, paginas 97 e 98 Cpb.
Contradição:

"Jamais Escrevi esta "Visão sobre Astronomia". Jamais Identifiquei pelo nome os planetas que vi, nem mencionei o número de luas de qualquer planeta" Mensageira do Senhor - Primeira edição, pagina 144 ,sétimo parágrafo.


Precisa comentar?


Ellen White x Domingo x Natal = Dois pesos + duas medidas

A Sra. White e seus fanáticos súditos adventistas sempre frisam muito o assim dito “lado pagão” do domingo... 




Mas o curioso, é que em relação ao Natal, ela contraria seus princípios, pois apóia e incentiva a observância desta data; que tem origem“pagã” tanto quanto o domingo.

Observem seus escritos:
“Sendo que o dia 25 de dezembro é observado em comemoração do nascimento de Cristo, e sendo que as crianças têm sido instruídas por preceito e exemplo que este foi indubitavelmente um dia de alegria e regozijo, será difícil passar por alto este período sem lhe dar alguma atenção. Ele pode ser utilizado para um bom propósito.”  
Natal - Ocasião Para Honrar a Deus, O Lar Adventista, pág. 477-478
"Deus muito Se alegraria se no Natal cada igreja tivesse uma árvore de Natal sobre a qual pendurar ofertas, grandes e pequenas, para essas casas de culto... Não há particular                      pecado em selecionar um fragrante pinheiro e pô-lo em nossas igrejas...
Manuscrito 13, 1896.

Não devem os pais adotar a posição de que uma árvore de Natal posta na igreja para alegrar os alunos da Escola Sabatina seja pecado, pois pode ela ser uma grande bênção.”  
Review and Herald, 9 de dezembro de 1884.
Sobre o Natal:
A razão da adoção do dia 25 de dezembro é que os primeiros cristãos desejaram que a data coincidisse com a festa pagã dos romanos dedicada ao “nascimento do sol inconquistado", que comemorava o solstício do inverno. No mundo romano, aSaturnália, comemorada em 17 de dezembro, era um período de alegria e troca de presentes.

O dia 25 de dezembro era tido também como o do nascimento do misterioso deus iraniano Mitra, o Sol da Virtude. 
©Enciclopédia Britânica do Brasil(grifo nosso)



"A festa do Natal não estava incluída entre as primeiras festividades da Igreja... os primeiros indícios dela são provenientes do Egito... os costumes pagãos relacionados com o princípio do ano se concentravam na festa do Natal".
Enciclopédia Católica - edição de 1911 (grifo nosso)
Orígenes, um dos chamados “pais da Igreja” relatou: (ver mesma enciclopédia acima): 
"... não vemos nas Escrituras ninguém que haja celebrado uma festa ou celebrado um grande banquete no dia do seu natalício.Somente os pecadores (como Faraó e Herodes) celebraram com grande regozijo o dia em que nasceram neste mundo".
Sobre a Arvore de natal:
O autor do livro "Babilônia - a Religião dos Mistérios" afirma:
"A árvore de Natal, como a conhecemos, só data de alguns poucos séculos, embora a idéia a respeito de árvores sagradas seja muito antiga.


Woodrow cita uma antiga fábula babilônica onde diz que um pinheiro nasceu de um velho tronco morto, sendo que esse velho tronco representavaNinrode, que havia morrido, e o novo pinheiro que acabara de nascer era o mesmo Ninrode que estava vindo novamente a habitar em Tamuz.
A tradição da árvore de Natal tem origem pagã e surgiu no tempo das invasões bárbaras.           Acredita-se que nasceu na Escandinávia. Na segunda quinzena de dezembro, às vésperas do solstício de inverno - época em que o sol passa pela sua maior declinação boreal e cessa de afastar-se do equador - as pessoas iam aos bosques e cortavam pinheiros. 

Levavam a árvore para a casa, decoravam-na com guirlandas, ovos pintados e pequenos doces.                                          


Assim celebravam o fenômeno celeste e as colheitas ao longo do ano.


Em volta do pinheiro, promoviam uma festa trepidante, com muita bebedeira e comilança, cantos barulhentos e bailes animados. Aos poucos, a folia se espalhou pelo restante da Europa, a começar pelos territórios germânicos.
Nos países ao sul, provavelmente foi introduzida pelos bárbaros. A Igreja Católica condenava os excessos, mas não conseguia evitá-los.Curiosamente, a tradição da árvore acabou sendo incorporada aos festejos de Natal.


Na França foi lançada em 1840, por iniciativa da princesa germânica Helena de Mecklemburgo, mulher do Duque de Orléans. Quando ela ornamentou a primeira árvore, com os adereços usados em sua terra, os habitantes de Versailhes ficaram escandalizados. 





Os cristãos abraçaram a tradição pagã por se adaptar aos simbolismos do Natal




Vejam na tabela abaixo como fica explícita a contradição adventista com dois pesos e duas medidas:
Domingo

Natal

Árvore de natal

Dia pagão
 
Relacionado a deuses pagãos

Cristianizado por Roma
 
Nasceu na devoção popular
 
Segundo Ellen White não pode ser observado

Dia pagão

Relacionado a deuses pagãos

Cristianizado por Roma

Nasceu na devoção popular

Segundo Ellen White pode ser observado

Objeto pagão

Relacionado a deuses pagãos

Cristianizado por Roma

Nasceu na devoção popular

Segundo Ellen White pode ser observado



Ellen White x Sonho Espírita - Uma bombástica contradição.

Em carta, a Sra. White relatou um sonho onde conversou com seu falecido marido (Tiago White):


"Papai ", (assim chamava seu marido) "teria o Senhor (Deus) me ouvido e deixado que voltasse para junto de mim para que continuemos nosso trabalho juntos?"  (Carta 17, 1881, pp. 2-4. (para W. C. White, 12 de setembro, 1881.) White Estate Washington, D. C. 25 de Março, 1980.)   (grifos nossos)
A Sra. White conversou em sonho com um morto, seguindo depois o conselho do marido falecido. Ela declarou ainda:
“Eu acordei. Mas esse sonho pareceu tão real. Agora você pode ver e entender porque não sinto que é minha tarefa ir a Battle Creek no propósito de assumir as responsabilidades na assembléia da Associação Geral. Não é minha tarefa apresentar-me na assembléia da Associação Geral. O Senhor me proíbe. Isso é o bastante”. -- Carta 17, 1881, pp. 2-4. (para W. C. White, 12 de setembro, 1881.) White Estate Washington, D. C. 25 de Março, 1980. (grifo nosso)




Vejam que impressionante disparate: a Sra. White segue o pedido do morto em seu sonho e atribui essa instrução a Deus...

Contradição:
"Os santos precisam alcançar completa compreensão da verdade presente, a qual serão obrigados a sustentar pelas Escrituras. Precisam compreender o estado dos mortos; pois os espíritos de demônios lhes aparecerão, pretendendo ser amigos e parentes amados, os quais lhes declararão..." 
Primeiros Escritos, pág. 87

"É o mais fascinante e bem-sucedido engano de Satanás - com a intenção de atrair as simpatias daqueles que depositaram seus entes queridos na sepultura. Anjos maus vêm na forma desses entes queridos, relatam incidentes relacionados com sua vida e efetuam atos que eles realizaram enquanto viviam." 
"Desse modo, levam as pessoas a crer que seus amigos falecidossão anjos que pairam sobre essas pessoas e se comunicam com elas. Esses anjos maus, que aparentam ser os amigos falecidos, são encarados com certa idolatria e, para muitos, suas palavras têm mais valor do que a Palavra de Deus”.  The Signs of the Times, 26 de agosto de 1889.
...suas palavras têm mais valor do que a Palavra de Deus” 
Mas não foi ela mesmo que disse que falou com um morto; porém acreditou que era a voz de Deus?
Ele [Satanás] tem poder para fazer surgir perante os homens a aparência de seus amigos falecidos. A contrafação é perfeita; a expressão familiar, as palavras, o tom da voz, são reproduzidos com maravilhosa exatidão. ... Muitos serão defrontados por espíritos de demônios personificando parentes ou amigos queridos”. 
O Grande Conflito, págs. 552 e 560


E para piorar, confundir e embaralhar ainda mais a cabeça dos leitores, a Sra. White escreveu:


"Nessas cartas que escrevo, nos testemunhos que dou, estou vos apresentando aquilo que o Senhor me tem apresentado.Não escrevo nenhum artigo, expressando meramente minhas próprias idéias. Eles são o que Deus me tem exposto em visão - os preciosos raios de luz brilhando do trono."  Testimonies, vol. 5, pág. 67
 Agora o que diz a Bíblia:


“Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança.” (Tiago 1:17).




O leitor percebeu? A Boa dádiva e todo Dom perfeito vem de Deus Pai e desce até a pessoa em quem não podem existir essas contradições e incoerências. Será que Ellen White se enquadra em Tiago 1:17?

Cheque as fontes; confira você mesmo; se necessário leia e releia tudo quantas vezes quiser e tire suas próprias conclusões.

EGW x Brincar no sábado
Bônus: Show de fanatismo

Declarações da Sra. White: (grifos nossos)


“A casa de Deus é profanada e o sábado é violado pelos filhos de observadores do sábado. Eles correm pela casa, brincam, conversam e manifestam seu mau humor nas próprias reuniões em que os santos se reúnem para glorificar a Deus e adorá-Lo na beleza da santidade”. Manuscrito 3, 1854. -  M. E. Vol. 3 pg. 257
“Acima de tudo, cuidai de vossos filhos no sábado. Não permitais que eles o violem, pois vós mesmos o estareis violando se consentirdes que vossos filhos o façam. Quando permitis que vossos filhos brinquem no sábado, Deus vos considera transgressores dos mandamentos. Transgredis o Seu sábado.” Manuscrito 3, 1854.-  M. E. Vol. 3 pg. 257
“Numa parte do dia, todos devem ter oportunidade de ficar ao ar livre.Como podem as crianças obter um mais correto conhecimento de Deus, e seu espírito ser mais impressionado, do que passando parte do tempo ao ar livre, não em brincadeiras, mas na companhia de seus pais?” Test. Seletos vol. 1 pg. 279-280                                                                          
“Procurar prazeres, jogar bola, nadar, não era uma necessidade,mas pecaminosa negligência do dia sagrado santificado por Jeová”. Carta 252,  1906
Abandonadas a si mesmas, as crianças em breve ficam inquietas e começam a brincar ou ocupar-se de coisas ilícitas. Deste modo o sábado perde para elas sua importância sagrada”.  Test. Sel. Vol. 3 pg. 24
O sábado não deve ser empregado em consertar roupa, cozer o alimento, nem em divertimentos ou quaisquer outras ocupações mundanas. Antes do pôr-do-sol, ponde de parte todo trabalho secular, e fazei desaparecer os jornais profanos. Explicai aos filhos esse vosso procedimento e induzi-os a ajudarem na preparação, a fim de observar o sábado segundo o mandamento”. Test. Sel. Vol. 3 pg 22


Somos testemunhas de casos no passado,onde os pais adventistas surravam seus filhos caso tocassem em um brinquedo no dia de sábado.




Faziam questão de torturar psicologicamente as doces crianças; dando certeza que após o “por-do-sol” certamente usariam a "violência necessária" para o “aprendizado” dos pequeninos... 


(Misericórdia meu Deus; porque ainda existe  gente estúpida assim pelo mundo a fora...)  


Os pastores então começaram e ensinar aos pais, que suas crianças podiam no sábado, brincar de algo digamos, “diferente”.
Mas o amigo leitor deve ter percebido que a Sra. White deixou claro; muito claro que no sábado, ninguém deve brincar! Ela generalizou brincadeiras e divertimentos sejam elas quais forem.
Ela nunca disse para brincar de algo diferente. Acontece que, os líderes adventistas viram que na verdade era impossível impedir que as crianças ficassem sem brincar absolutamente de nada.
Perceberam também, que se insistissem em impor a obrigação das crianças transformarem-se em “pequenos adultos” no sábado; certamente veriam muitos pais abandonando a igreja...


Para “amenizar e suavizar” as coisas, no palavreado popular: Jogar a sujeira para baixo do tapete”; eles criaram essa engenhosa saída, para se livrarem desse fardo monstruoso criado pela “Mensageira do Senhor”.


Até criaram joguinhos Bíblicos, ($$$) para os filhos se “divertirem” nas horas sagradas. Mas será que a Sra. White aprovaria isso? Divertimento e brincadeira com a palavra de Deus?  É como sempre mencionamos: Eles seguem aquilo que é conveniente. Aquilo que é polêmico, difícil ou problemático, eles simplesmente ignoram...
Ou vem com sua resposta enlatada preferida: “... Isso é entre fulanoe Deus... Não temos nada com isso!!!”
Esse é outro ponto muito curioso no comportamento adventista e expõe mais uma de suas incontáveis contradições. A resposta acima, é dita por muitos adventistas, quando alguém lhes mostra um grave erro em sua doutrina ou em alguma conduta de sua igreja.


O curioso é que quando eles mostram ou apontam erros em outras denominações, eles não aceitam tal resposta; e ainda por cima; não medem esforços para retirar um membro-alvo dessa ou daquela igreja e “arrastar-lo” para a sua.


Ou seja: Quando o erro está na igreja alheia, o futuro “irmão” deve se afastar-se dela. Mas quando o erro está na iasd... Lá vem a “resposta enlatada”:
“...isso é entre fulano e Deus...”   Uma enorme contradição!
EGW x Placa de igreja – Afinal a placa salva ou não salva?
Agora, uma das maiores contradições encontradas nos ensinos adventistas e que chama muito a atenção; é a questão da salvação exclusiva: hora sim, hora não. Eles vivem dizendo que “placa de igreja não salva ninguém”; o que é obviamente correto; mas em contra partida, a “Mensageira” deles disparou:
No conflito prestes a se desencadear, veremos exemplificadas as palavras do profeta: "O dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao resto da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo.”   Apoc. 12:17
O grande conflito pg. 592
E afirma:  (Grifos nossos)
A Igreja Adventista do Sétimo Dia é apresentada em profecia em cenário de conflito, porque Satanás, o dragão, guerreia contra os que "guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus". O grande adversário sabe que se for bem-sucedido em desencaminhar e confundir os adventistas do sétimo dia, frustra os desígnios de Deus. Seus ataques são geralmente de caráter traiçoeiro, e muitas vezes de uma natureza tendente a levar homens e mulheres sinceros a tais extremos que acreditem numa mentira”. Mensagens. Escolhidas. Vol. 2 pg12.
Em cada caso deverá ser tomada a grande decisão se receberemos o sinal da besta e de sua imagem, ou o selo do Deus vivo.” Conselhos sobre educação pg 116
O sinal, ou selo, de Deus é revelado na observância do sábado do sétimo dia - o memorial divino da criação. ...A marca da besta é o oposto disso - a observância do primeiro dia da semana.”  Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 232.
 “O selo do Deus vivo é colocado nos que guardam conscienciosamente o sábado do Senhor.”  The Seventh-day Adventist Bible Commentary, vol. 7, pág. 980.
Vejam e analisem conosco prezados leitores: Na interpretação adventista, eles sempre frisam sobre os dois selos; o de Deus (sábado) e o da besta (domingo), ou seja, ou você terá um ou terá o outro. Como logicamente, não existe um terceiro selo; você ficará com Deus ou com satanás.

E percebam que a guerra que o dragão fará, será exclusivamente, contra os adventistas do sétimo dia? Nem os judeus escapam, aliás, nem os próprios Batistas do 7º dia - igreja da qual os Adventistas do Sétimo Dia assimilaram a doutrina do sábado - pois apesar de guardar sábado, eles não têm o “testemunho”, ou seja, não crêem na inspiração divina de Ellen White.
Ora, percebam a irônica maldade por detrás da lógica dos ASD:
Se o dragão não fará guerra contra os outros, só contra a iasd, é porque todos os que não são adventistas... Ou estão do lado do dragão, ou já estão “no papo” dele não é mesmo? Sim, pois, se não tem o “selo” de Deus (sábado), nem o “testemunho” (White) de que lado estão???  Obviamente, tem (ou terão) a “marca” da besta.

Ficou bem claro? Quem não segue os ensinamentos da iasd, nem compra os livros de EGW; terá o “crachá” ou a “camisa do time do dragão...”



Diante disso, surgem as perguntas:
Se placa de igreja não salva, como serei salvo fora da igreja que tem o “selo” de Deus (sábado) e o “testemunho” de Jesus (White); sendo ainda, que o dragão não fará guerra comigo, pois terei a marca da besta?
Como que os adventistas ensinam que placa de igreja não salva, se a Sra. White coloca a iasd em posição de única e exclusiva “semente”, a qual o dragão fará guerra, porque guardam os mandamentos de Deus, tem o “selo divino” (sábado), e o “testemunho” de Cristo (White)??!!



Além de uma tremenda contradição; isso se configura em uma trapaça sem precedentes:



- Só na Igreja Adventista do Sétimo Dia você tem tudo isso...
- Só na Igreja Adventista do Sétimo Dia, você se identifica como membro do “povo de Deus”...
- Só na Igreja Adventista do Sétimo Dia, você escapará da “ira divina”.

- Só na Igreja Adventista do Sétimo Dia, você pode comprar ($$$) e entender (alienação mental) os livros de EGW...
- Só na Igreja Adventista do Sétimo Dia, você (pode dar dinheiro tranquilamente) está “salvo”.
Mas... Mas... Mas... Ao mesmo tempo isso não salva!!! Misericórdia Senhor! Que contradição absurda!

Confira você mesmo:
Importa não pensarmos que nossa própria graça e merecimentos nos hajam de salvar; a graça de Cristo é nossa única esperança de salvação. Testemunhos seletos vol. II pág. 92 par. 1

Mas se tudo o que fazemos não salva, por que essa preocupação toda com guardar lei, sábado, selo, ler toneladas de livros de EGW? Não é isso que identifica as “ovelhas” dos “bodes”? Não é a iasd que arroga ter esses requisitos?                                                                                            
Então, como;  pelo amor de Deus, como; que hora eles dizem que todos terão de escolher sua marca:
Sábado = Deus = salvo
Domingo = besta = condenado
E em outras ocasiões dizem que placa de igreja não salva ninguém?


E depois não gostam quando dizem que elesfalam pelos dois cantos da boca...





E que Deus tenha muita misericórdia de todos nós.
Décio – um Aprendiz de Cristão.


Extraído e adaptado de Ex-Adventistas.Com

Nenhum comentário: