Somente Cristo! Somente a Bíblia!

"Fiz uma aliança com Deus: que ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer, tanto para esta vida quanto para o que há de vir." - Martinho Lutero
Carregando...

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Raymond Cottrell (Parte II)

O Dr. Raymond F. Cottrell, Adventista do Sétimo Dia e ex-redator associado do SDA Bible Commentary (Comentário Bíblico dos ASD) escreve: "Fingirmos que a interpretação dos ASD leva em conta o contexto de Daniel 8:14 significaria então identificar o chifre pequeno como Cristo." O Dr. Cottrell admite honestamente: "Não podemos ter ao mesmo tempo o contexto e a interpretação adventista." Portanto, com respeito ao "juízo investigativo", a Igreja Adventista teve de fazer uma escolha — aceitar a doutrina ou o contexto de Daniel 8:14. Infelizmente, ela aceitou a primeira e abandonou o segundo. Não é de admirar, diz o Dr. Cottrell, que estudantes informados da Bíblia culpem os Adventistas por "atribuírem às Escrituras algo que não pode "ser entendido das Escrituras"!
Em 1967, o Dr. Cottrell preparou sobre Daniel uma lição para a escola sabatina, enviada às igrejas dos ASD no mundo todo. Ela ensinava que Daniel 8:14 relaciona-se com o seu contexto e que a 'purificação' não se refere aos crentes. É significativo que a lição omite qualquer menção dum "juízo investigativo".
Algumas Respostas Notáveis
Até que ponto se apercebem os Adventistas de que este esteio é fraco demais para sustentar a doutrina do "julgamento investigativo"? O Dr. Cottrell perguntou a 27 teólogos adventistas de destaque: 'Que motivos lingüísticos ou contextuais podem fornecer para a ligação entre Daniel, capítulo 8 e Levítico, capítulo 16?' Qual foi a resposta deles?
"Todos os vinte e sete afirmaram que não existia nenhum motivo lingüístico ou contextual para aplicar Dan. 8:14 ao antitípico dia da expiação e ao juízo investigativo."
Perguntou-lhes: 'Têm algum outro motivo para fazer esta ligação?' A maioria dos eruditos adventistas disse que não tinha outro motivo, cinco deles disseram que fizeram esta ligação porque Ellen White a fez e dois disseram que basearam a doutrina num "acidente feliz" na tradução.
O teólogo Ford observa: "Tais conclusões fornecidas pela nata de nossa erudição na realidade afirmam que nosso ensino tradicional sobre Dan. 8:14 é indefensável."
Ajuda o Livro de Hebreus?
Esteio dois: Daniel 8:14 é relacionado com o capítulo 9 de Hebreus. "Todas as nossas obras anteriores faziam uso de Heb. 9 ao explicar Dan. 8:14", diz o teólogo Ford. Esta ligação surgiu depois do "Grande Desapontamento" em 1844. Procurando obter orientação, o milerita Hiram Edson jogou sua Bíblia sobre uma mesa para que caísse aberta. Com que resultado? Ele se viu confrontado com os capítulos 8 e 9 de Hebreus. Diz Ford: "Nada poderia ser mais apropriado e simbolizar melhor a afirmação adventista de que esses capítulos têm a chave para o significado de 1844 e Dan. 8:14!"
"Esta afirmação é decisiva para os Adventistas do Sétimo Dia", acrescenta o Dr. Ford no seu livro Daniel 8:14, The Day of Atonement, and The Investigative Judgment. "Somente em Heb. 9 . . . pode-se encontrar uma explicação detalhada do significado da... doutrina do santuário, tão vital para nós." Deveras, o capítulo 9 de Hebreus é o capítulo no "Novo Testamento" que explica o significado profético do capítulo 16 de Levítico.
Mas os Adventistas também dizem que Daniel 8:14 é o versículo no "Antigo Testamento" que o explica. Se ambas as declarações forem verdade, então deve haver também uma relação entre o capítulo 9 de Hebreus e o capítulo 8 de Daniel. Desmond Ford observa: "Certas coisas se destacam imediatamente quando se lê Heb. 9. Não há nenhuma alusão óbvia ao livro de Daniel e certamente nenhuma a Dan. 8:14. . . . O capítulo, como um todo, é uma aplicação de Lev. 16." Ele declara: "Nosso ensino sobre o santuário não pode ser encontrado no único livro do Novo Testamento que considera o significado dos serviços no santuário. Isto tem sido reconhecido por bem-conhecidos escritores Adventistas em todo o mundo."
Portanto, o esteio dois também é fraco demais para apoiar a doutrina em apuros.
No entanto, não se trata duma conclusão nova. Já por muitos anos, diz o Dr. Cottrell, "eruditos bíblicos da igreja se apercebem muito bem dos problemas exegéticos encontrados por nossa interpretação convencional de Daniel 8:14 e de Hebreus 9". Há uns 80 anos, E. J. Waggoner, influente Adventista do Sétimo Dia, escreveu: "O ensino adventista a respeito do santuário, com seu 'Juízo Investigativo' . . . , é virtualmente uma negação da expiação." (Confession of Faith [Confissão de Fé]) Há mais de 30 anos, esses problemas foram apresentados à Associação Geral, a liderança da Igreja ASD.
Problemas e Um Impasse
A Associação Geral designou uma "Comissão de Problemas no Livro de Daniel". Destinava-se a preparar um relatório sobre como resolver as dificuldades em torno de Daniel 8:14. Os 14 membros da comissão estudaram a questão por cinco anos, mas deixaram de propor uma solução unânime.
Em 1980, Cottrell, membro da comissão, disse que a maioria dos membros da comissão achava que a interpretação adventista de Daniel 8:14 podia ser "confirmada satisfatoriamente" por uma série de "suposições" e que os problemas "deviam ser esquecidos". Ele acrescentou: "Lembre-se de que o nome da comissão era Comissão de Problemas no Livro de Daniel, e que a maioria sugeria que esquecêssemos os problemas e não disséssemos nada sobre eles." Isto seria equivalente a uma "admissão de que não temos respostas". De modo que a minoria negou-se a apoiar o ponto de vista da maioria, e não houve nenhum relatório formal. Os problemas doutrinais continuaram sem solução.
Comentando este impasse, o Dr. Cottrell diz: "A questão de Daniel 8:14 ainda continua, porque não estivemos até agora dispostos a encarar o fato de que existe um problema exegético bem real. Esta questão não se resolverá enquanto continuarmos fazendo de conta que não há problema, enquanto insistirmos em manter nossas cabeças, individual e coletivamente, enterradas na areia de nossas opiniões preconcebidas."Spectrum, um periódico publicado pela Association of Adventist Forums.
O Dr. Cottrell exorta os Adventistas a fazer "um reexame cuidadoso das suposições básicas e dos princípios de exegese em que temos baseado nossa interpretação desta — para o adventismo — indispensável passagem das Escrituras". Gostaríamos de incentivar os Adventistas a examinar a doutrina do "juízo investigativo", para ver se seus esteios se baseiam solidamente na Bíblia ou se fundam nas areias instáveis da tradição. O apóstolo Paulo exortou sabiamente: "Certificai-vos de todas as coisas; apegai-vos ao que é excelente." — 1 Tessalonicenses 5:21.
Quem Era Ford
O Dr. Ford era professor de religião no Pacific Union College, patrocinado pela Igreja, nos EUA. Em 1980, a liderança dos ASD lhe deu uma licença de seis meses para estudar a doutrina, mas rejeitou suas conclusões. Ele as publicou no livro Daniel 8:14, the Day of Atonement, and the Investigative Judgment (Daniel 8:14, o Dia da Expiação e o Juízo Investigativo).
Daniel 8:14 no Contexto
DANIEL 8:9 "E de um deles saiu outro chifre, um pequeno, e este se tornava muito maior para o sul, e para o nascente, e para o Ornato. 10 E tornava-se cada vez maior até atingir o exército dos céus, de modo que fez alguns do exército e algumas das estrelas cair para a terra, e foi pisoteá-los. 11 E assumiu ares de grandeza para com o Príncipe do exército, e foi-lhe tirado o sacrifício contínuo e foi deitado abaixo o lugar estabelecido do seu santuário. 12 E aos poucos foi entregue o próprio exército, junto com o sacrifício contínuo, por causa da transgressão; e ele continuou a lançar a verdade por terra, e agiu e foi bem sucedido.
"13 E eu estava ouvindo certo santo falar, e outro santo passou a dizer àquele que falava: 'Até quando durará a visão do sacrifício contínuo e da transgressão que causa desolação, para fazer tanto do lugar santo como do exército algo a ser pisoteado?' 14 Ele me disse, pois: 'Até duas mil e trezentas noitinhas e manhãs; e o lugar santo certamente será levado à sua condição correta.'" — NM

Nenhum comentário: