Somente Cristo! Somente a Bíblia!

"Fiz uma aliança com Deus: que ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer, tanto para esta vida quanto para o que há de vir." - Martinho Lutero
Carregando...

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Adventistas, Ciência Cristã, Cristadelfianos, Mórmons, Testemunhas de Jeová, etc...

A maioria da linha principal dos cristãos conhecem muito bem que as Testemunhas de Jeová e os Mórmons são “cultos heréticos sectários”, porque pregam um “evangelho” diferente daquele que os apóstolos de Jesus pregaram. Jesus nos advertiu dos falsos profetas que se seguiriam. E o apóstolo Paulo realmente amaldiçoou a quem iria mudar o Evangelho de Jesus, quando disse em Gálatas 1:6-9: “Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho; O qual não é outro, mas há alguns que vos inquietam e querem transtornar o evangelho de Cristo. Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema.”

O “culto herético sectário” pode ser visto comumente com bastante facilidade, porque se apresenta sobre a construção de seu “império” de seguidores, construído em meias verdades e mentiras descaradas. Sempre será pego em suas mentiras quando elas contradizem diretamente a Jesus, como os Adventistas do Sétimo Dia, a Ciência Cristã, os Mórmons e as Testemunhas de Jeová. Um “culto herético sectário” também terá alguns outros “profetas” fora do cânon das Sagradas Escrituras, dos quais eles dependem, que criam os seus dogmas:

Mórmons têm o profeta Joseph Smith e suas "escrituras":




O Livro de Mórmon, dentre outros:



Cientistas Cristãos têm a profetisa Mary Baker Eddy e suas "escrituras":





Testemunhas de Jeová têm seu profeta Charles T. Russel e a Sociedade Torre de Vigia e suas "escrituras":




Além de sua própria versão adulterada da Bíblia, a "Tradução do Novo Mundo das Sagradas Escrituras":



Cientologia tem seu profeta L. Ron Hubbard e suas "escrituras":


 

Islamismo tem seu profeta Maomé e suas "escrituras, o Alcorão:




Adventistas do Sétimo Dia têm sua profetisa Ellen G. White:


...com suas "escrituras":



...e, a partir da década de 1990, sua "Bíblia" adulterada: The Clear Word Bible (A Bíblia da Palavra Clara), com citações de sua profetisa insertas no texto bíblico:


Membros de “cultos heréticos sectários”, quando desejam obter um ponto de apoio para suas reuniões, quase sempre ocultam sua filiação, etc.

Em seu livro “Respostas a Objeções”, Francis D. Nichol demonstrou como a defesa psicológica que os adventistas têm erguido em seus primeiros dias (devido às falsas datas para o retorno de Cristo, etc) têm transitado em tempos modernos. Ele escreveu:

“Quando os ministros Adventistas do Sétimo Dia entram numa comunidade para realizar uma série de palestras, escondem, num primeiro momento, a sua ligação denominacional. Assim, eles esperam atrair as pessoas do público que nunca teriam vindo se soubessem que os Adventistas do Sétimo Dia estavam realizando as reuniões. Esta é uma forma de decepção. Há algo de errado com um corpo religioso que tem medo de se identificar assim que começa o exercício de qualquer atividade em uma comunidade.”

Então, o que podemos dizer dos Adventistas do Sétimo Dia? Embora a Igreja Adventista do Sétimo Dia pregue uma série de doutrinas (por exemplo, Sabatismo, imortalidade condicional ou sono da alma, a aniquilação dos maus, o Juízo Investigativo) que estão fora da corrente principal da teologia cristã histórica e ortodoxa, os Adventistas do Sétimo Dia (também conhecidos pela sigla ASD) aceitam as doutrinas essenciais da fé cristã. Por outro lado, eles pregam um evangelho diferente. Para um cristão ortodoxo, qualquer evangelho diferente do que Jesus pregou é uma mentira, uma falsidade, uma heresia. Um exemplo de ensino Adventista do Sétimo Dia é a falsa afirmação de Ellen G. White que a observância do sábado é o “maior” de todos os Dez Mandamentos. A seguir você verá como isso é uma mentira deslavada que contradiz o que Jesus nos disse que Ele mesmo (que é o amor a Deus e ao seu próximo).

Nenhum comentário: