Somente Cristo! Somente a Bíblia!

"Fiz uma aliança com Deus: que ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer, tanto para esta vida quanto para o que há de vir." - Martinho Lutero
Carregando...

sábado, 27 de agosto de 2011

Breve Introdução ao Adventismo do Sétimo Dia




 Os Adventistas do Sétimo Dia têm sido um grupo incomprendido por muito tempo. Isso se deve a que, desde princípios da década de 1950, começaram a procurar a aprovação das igrejas evangélicas. Começaram um diálogo com Walter Martin por insistência de Grey Barnhouse. O que seguiu foi uma espetacular operação de relações públicas que iniciou a revelação das reais verdades do Adventismo do Sétimo Dia. Talvez lhe seja útil os seguintes esclarecimentos.

1) ELLEN G. WHITE

Os adventistas declaram oficialmente: "Como a mensageira do Senhor, seus escritos são uma contínua e autorizada fonte de verdade e proporcionam conforto, orientação, instrução e correção à Igreja" (Crença Fundamental 18, dos Adventistas do Sétimo Dia). Os escritos de Ellen White são chamados “o espírito de profecia” e “o testemunho de Jesus.”  Os Adventistas do Sétimo Dia a consideram tão inspirada como os escritores da Bíblia. Seus escritos são considerados tão inspirados quanto Bíblia. O espaço não nos permite mostrar muitas de suas falsas profecias, mas há documentação disponível. Falando de seus escritos, ela própria disse: "Os testemunhos são do Espírito de Deus ou do demônio" (Testemunhos Para a Igreja, vol. 4, p. 230).

2) A EXPIAÇÃO É INCOMPLETA

O sangue de Cristo, ao mesmo tempo que livraria da condenação da lei o pecador arrependido, não cancelaria o pecado; este ficaria registrado no santuário até à expiação final. Patriarcas e Profetas, p. 357 (grifos nossos).

“...enquanto nosso grande Sumo Sacerdote está a fazer expiação por nós, devemos procurar tornar-nos perfeitos em Cristo”. O Grande Conflito, p. 623 (grifos nossos).

“…em vez de vir Cristo à Terra, ao terminarem em 1844 os 2.300 dias, entrou Ele então no lugar santíssimo do santuário celeste, a fim de levar a efeito a obra final da expiação, preparatória à Sua vinda”O Grande Conflito, p. 422 (grifos nossos).

3) OS CRENTES ENTRAM EM UM JULGAMENTO DE OBRAS QUE DETERMINA SUA SALVAÇÃO

“No tempo indicado para o juízo - o final dos 2.300 dias, em 1844 - iniciou-se a obra de investigação e apagamento dos pecados. Todos os que já professaram o nome de Cristo serão submetidos àquele exame minucioso. Tanto os vivos como os mortos devem ser julgados "pelas coisas escritas nos livros, segundo as suas obras. O Grande Conflito, p.486 (grifos nossos).

“Cada caso fora decidido para a vida ou para a morte. Enquanto Jesus estivera ministrando no santuário, o juízo estivera em andamento pelos justos mortos, e a seguir pelos justos vivos. Primeiros Escritos, p. 280 (grifos nossos).

“Assim, no grande dia da expiação final e do juízo de investigação, os únicos casos a serem considerados são os do povo professo de Deus. O Grande Conflito. p. 480 (grifos nossos).

“Ao abrirem-se os livros de registro no juízo, é passada em revista perante Deus a vida de todos os que creram em Jesus. Começando pelos que primeiro viveram na Terra, ...Todo nome é mencionado, cada caso minuciosamente investigado. Aceitam-se nomes, e rejeitam-se nomes. Quando alguém tem pecados que permaneçam nos livros de registro, para os quais não houve arrependimento nem perdão, seu nome será omitido do livro da vida, e o relato de suas boas ações apagado do livro memorial de Deus”. O Grande Conflito, p. 483 (grifos nossos).

Agora, veja o que diz a Palavra de Deus:

João 5:24 – “Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.”

Romanos 8:1 – “Portanto, agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito.”

4) OBRA MAIS GRAÇA IGUAL A SALVAÇÃO

“O juízo vai preparar-se, os livros vão ser abertos, e nós vamos ser julgados por nossas obras. Testemunhos Para a Igreja, vol. 1, p. 100 (grifos nossos). Saliente-se que este é um julgamento de obras para salvação, não para recompensas.

“Os livros são abertos - o livro da vida e o livro da morte. O livro da vida contém as boas obras dos santos, e o livro da morte as obras más dos ímpios. Esses livros são comparados com o Livro-norma, a Bíblia, e de acordo com isto são os homens julgados. Mensagens Escolhidas, Vol. 1, p. 377 (ênfase acrescentada).  

5). SATANÁS LEVA NOSSOS PECADOS

“Também se viu que, enquanto a oferenda de pecado apontava a Cristo como sacrifício, e o sumo sacerdote representava a Cristo como mediador, o sacrifício representava a Satanás, o autor do pecado, sobre o que serão postos os pecados dos verdadeiros penitentes”. A Grande Controvérsia, p. 422 (énfasis acrescentado).

“Seus pecados são transferidos ao originador deles”. Testemunhos Para a Igreja, vol. 4, p. 137.

6) OS CRISTÃOS COMPARECERÃO DIANTE DE DEUS SEM A INTERCESSÃO DE CRISTO

“Os que estiverem vivendo sobre a Terra quando a intercessão de Cristo cessar no santuário celestial, deverão, sem mediador, estar em pé na presença do Deus santo”. O Grande Conflito, p.425 (grifos nossos).

Entendendo que terão de comparecer diante de Deus sem um mediador, os Adventistas do Sétimo Dia crêem que devem ser perfeitos antes que Jesus regresse.

7) PODEMOS VIVER SEM PECADO

“Só os que, mediante a fé em Cristo, obedecem todos os mandamentos de Deus atingirão a condição sem pecado na qual vivia Adão antes de sua transgressão”. Comentário Bíblico Adventista do Sétimo Dia, vol. 6, p. 1118 (grifos nossos).

Ser redimido significa deixar de pecar”. Review & Herald, 25 de setembro de 1990 (grifos nossos).

Vejamos o que diz a Bíblia:

1a de João 1:8, 10 – “Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.”

8) O SÁBADO É O SELO DE DEUS E OS QUE CULTEM NO DOMINGO RECEBERÃO A MARCA DA BESTA

É bem conhecido que os Adventistas do Sétimo Dia ensinam que deve-se guardar o sábado. O que não se sabe muito bem é que ensinam que o sábado é o selo de Deus e que os que têm culto aos domingos antes da volta de Cristo receberão a marca da besta. Afinal de contas, segundo a teologia adventista, a salvação nos últimos dias reduz-se a qual dia o cristão tenha culto!

Nenhum comentário: