Somente Cristo! Somente a Bíblia!

"Fiz uma aliança com Deus: que ele não me mande visões, nem sonhos, nem mesmo anjos. Estou satisfeito com o dom das Escrituras Sagradas, que me dão instrução abundante e tudo o que preciso conhecer, tanto para esta vida quanto para o que há de vir." - Martinho Lutero
Carregando...

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Podem os Cristãos Ser Perfeitos, Sem Mancha ou Sem Pecado?


A BIBLIA responde:
NÃO
A perfeição não pode ser alcançada humanamente. (Perfeição = impecabilidade).
"Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus". Romanos 3:23.

"Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós". 1 João 1:10.

"Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?" Jer. 17:9.

"O SENHOR olhou desde os céus para os filhos dos homens, para ver se havia algum que tivesse entendimento e buscasse a Deus. Desviaram-se todos e juntamente se fizeram imundos: não há quem faça o bem, não há sequer um". Salmos 14:2, 3.

"Saíste ao encontro daquele que se alegrava e praticava justiça e dos que se lembram de ti nos teus caminhos; eis que te iraste, porque pecamos; neles há eternidade, para que sejamos salvos? Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundícia; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniqüidades como um vento nos arrebatam". Isa. 64, 5, 6.

NOTA: Só um homem foi perfeito e sem pecado - Jesucristo.

EGW responde:
SIM
A perfeição é possível por meio de boas obras.
"Assim como o Filho do Homem foi perfeito em sua vida, também seus seguidores têm de ser PERFEITOS em suas vidas... Um caráter bem equilibrado se forma unicamente por meio de ATOS BEM EXECUTADOS. Um defeito que tenha sido cultivado em vez de ser vencido, torna o homem imperfeito e fecha para ele as portas da Santa Cidade. ...Em toda a hoste dos remidos não se verá nenhum defeito...". The Faith I Live By", p. 44.

"Cristo não nos deu nenhuma certeza de que atingir a perfeição de caráter é coisa fácil". My Life Today, p. 271.

A BIBLIA responde:
Cristo nos deu a certeza de que seu jugo é leve:
"Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve". Mateus 11:30.

Enquanto tentarmos atingir um caráter perfeito ou produzir nossos próprios frutos espirituais, um caráter semelhante ao de Cristo JAMAIS será um assunto fácil – seria impossível de obter. No entanto, Cristo nos deu a certeza de que seu jugo é suave e leve o seu fardo. Esta certeza procede do mesmo Cristo que NÃO espera que nós recriemos nossa própria perfeição, nossos próprios frutos, nossa própria justiça. Ele é a vinha e nós somos os ramos. Sem Cristo, não podemos fazer nada. NADA! (João 13:5).

NOTA: Segundo a Escritura, todos os seres humanos nascem em pecado e cometem pecados. Daí que os seres humanos jamais podem ser perfeitos sem reclamar a perfeição de Cristo. A perfeição de Cristo se oferece gratuitamente na cruz. Antes da cruz, a perfeição da natureza humana estava disponível por fé na futura promessa perfeita de Cristo. Tanto os sacrifícios de cordeiros como no dia de expiação anual apontavam para a futura cruz. Um ser humano JAMAIS pode levar a cabo "ações bem executadas" para aperfeiçoar um "caráter bem equilibrado" e assim abrir as portas do céu baseado em suas próprias boas obras. Só Jesus pode abrir a porta do céu para qualquer ser humano. O ensino de Ellen G. White se chama "perfeccionismo". O perfeccionismo  ou a salvação por meio de boas obras é uma perigosa heresia ensinada por grupos cristãos como os católicos e os Adventistas do Sétimo Dia. Outros grupos cristãos semelhantes diminuem o dom gratuito da graça de Deus enfatizam o ganhar o mérito de Deus por meio das boas obras. Nossa pecaminosa natureza humana e nossos pecados passados sempre nos farão imperfeitos. Se o ensino do perfeccionismo de Ellen G. White for correto, nossa imperfeita, defeituosa e pecaminosa condição humana fecharia a porta da Santa Cidade a todo ser humano que tenha existido. Graças a Deus que, por meio do arrependimento e a fé em Jesus, a porta pode abrir-se novamente!

Ellen G. White:
"Podemos vencer. Sim. plenamente, inteiramente. Jesus morreu para abrir uma via de escape para nós, para que possamos vencer todo mau temperamento, todo pecado, toda tentação...". Testimonies, Vol. 1, p. 144.

"Ele não consentia com o pecado. Nem por um pensamento cedia à tentação. O mesmo se pode dar conosco. " O Desejado de Todas as Nações, p. 123.

"Para permitir que Jesus entre em nossos corações, devemos deixar de pecar". Signs of the Times, March 3, 1898.

"Ser remido significa deixar de pecar". Review and Herald, Sept. 25, 1900.

"... a conversão não é completa senão até que se atingiu a perfeição do caráter cristão". Tesimonies, Vol. 2, p. 505.

"...podem os seres humanos alcançar nesta vida a perfeição de caráter". Atos dos Apóstolos, p. 531.

"A perfeição de caráter pode ser atingida por todo aquele que luta por ela". Selected Messages, Vol. 1, p. 212.

"A obediência por meio de Jesus Cristo confere ao homem perfeição de caráter e o direito a essa árvore da vida ". Maranata – Meditação Matinal, pág. 323.

"A perfeição de caráter é alcançável por todo aquele que nela se empenha." Mensagens Escolhidas, Vol. 1, pág. 211.

“Em tempos de suprema prova, obtém-se a perfeição do caráter por meio do exercício das faculdades da mente, pela obediência a cada preceito da lei de Deus.”Medicina e Salvação, pág. 168.

“Devemos batalhar diariamente contra o mal exterior e o pecado interior, se quisermos alcançar a perfeição do caráter cristão.”Mensagens Escolhidas, Vol. 3, pág. 148.

“Apegando-nos a Cristo e empregando todas as energias para alcançar a perfeição de Seu caráter.”Mensagens Escolhidas, Vol. 3, pág. 155.

“Uma vida pura e sadia é mais propícia à perfeição do caráter cristão e ao desenvolvimento das faculdades da mente e do corpo.” Conselhos Sobre Saúde, pág. 41. – Mente, Caráter e Personalidade, Vol. 2, pág. 348.

“A perfeição de caráter é alcançável por todo aquele que nela se empenha.”Mente, Caráter e Personalidade, Vol. 2, pág. 571.

A BIBLIA responde:
NÃO
NINGUÉM É PERFEITO, NEM UM SÓ.
NOTA: No mesmo ano da morte de Ellen G. White, parece que ela finalmente reconheceu que ninguém é perfeito, mas continuou esforçando-se por atingir a perfeição por meio das boas obras. As repetidas e frustradas tentativas de toda a vida por aperfeiçoar seu próprio caráter por meio de seus próprios esforços é o que ela acha que lhe fecha a porta da Santa Cidade. Aparentemente, ela leva um pesado ônus porque não vê absolutamente nenhuma certeza bíblica de salvação para aqueles cuja fé permanece em Cristo Jesus. 1 João 5:13, 1 João 3:24, 2 Tesalonicenses 2:16, 17. Devemos obedecer a Deus porque O amamos. Pelo contrário, a motivação de Ellen G. White para obedecer a Deus parece estar centrada no perfeccionismo e o conceito errôneo de que ela tem "UMA GRANDE OBRA POR FAZER ANTES" para que Deus aceite seu rendimento e abra a porta da Santa Cidade a sua filha auto-aperfeiçoada. É desnecessário dizer que o céu NÃO se herda fazendo suficientes "boas obras" para acumular pontos por mérito.
Pacific Union Recorder, Abril 29, 1915, parágrafo 7 e 8.
Título do artigo: Algumas palavras adicionais concernentes à Sra. E. G. White.
"Eu não digo que sou perfeita, senão que estou a tratar de ser perfeita; e se não pudesse associar com meus irmãos e irmãs que não são perfeitos, não sei o que faria. Ninguém é perfeito. Se alguém fosse perfeito, estaria preparado para o céu. Enquanto não sejamos perfeitos, temos uma obra que fazer para estar prontos e ser perfeitos".

NOTA: Ellen G. White admite que é imperfeita, mas continua trabalhando para ser perfeita. Ela acha que os que são perfeitos são os únicos que estão prontos para entrar ao céu. 

No site do Ellen White Estate, os apólogos Adventistas do Sétimo Dia dizem que Ellen G. White nunca ensinou que temos que ser perfeitos antes que possamos ir a Cristo.

Esta afirmação NÃO é correta, como é óbvio das citações mencionadas acima. Ellen G. White assegura que Jesus não entrará em nossos corações a não ser que deixemos de pecar, e que a conversão não é completa a não ser que tenhamos atingido um caráter perfeito. Além disso, afirmar que Jesus não possa entrar em nossos corações antes que tenhamos deixado de pecar significaria que temos que deixar de pecar durante o tempo suficiente para experimentar a entrada de Cristo em nossos corações, e que, tão cedo cometamos outro erro pecaminoso, Cristo abandonaria nossos corações até que novamente deixemos de cometer erros pecaminosos, arrependamo-nos e aceitemos a Cristo de volta em nossos corações. Esta teologia de Ellen G. White estimularia um círculo vicioso de conversão e reconversão ou rebatismos até que o pastor se canse das repetidas demonstrações semanais e públicas de morrer com Cristo por meio do batismo. O ponto é que Ellen G. White ensinava a heresia do perfeccionismo por meio do "rendimento às boas obras ou boas ações bem executadas" em lugar de ensinar a perfeição pela fé em Cristo somente.

Os apólogos Adventistas do Sétimo Dia que se afogam na negação enfrentam um grande desafio ao negar que Ellen G. White ensinou o perfeccionismo. Muitos de seus escritos estão saturados de uma atitude criticista, enjuiciadora, perfeccionista. Negar que ela ensinava o perfeccionismo significaria dizer que muitos de seus escritos publicados não deveriam mais ser publicados e precisar-se-ia muito "branqueamento" para apagar o que já se publicou.

Nunca poderemos chegar a ser perfeitos por medio de nossos próprios esforços. Nossa natureza humana pecaminosa e nossos pecados passados impedem-nos de viver uma vida perfeita. Os cristãos podem reclamar a perfeição de Deus só por meio de Cristo Jesus (“Aquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus.” 2 Corintios 5:21). Os cristãos são perfeitos só por meio do único sacrifício que fez Jesus. A Escritura diz isto muito claramente:

"Porque com uma só oblação aperfeiçoou para sempre os que são santificados". Hebreus 10:14.

Somos perfeitos em Cristo somente para que não possamos nos orgulhar de esforços humanos "perfeitos" que nunca poderão chegar à altura da glória de Deus. A salvação não se baseia na perfeição humana nem em nosso rendimento. Somos salvos pela graça, mediante a fé em Cristo somente (Romanos 3:23-24). Os perfeccionistas têm que reconhecer que JAMAIS podem ganhar suficientes pontos através das boas obras, para que possam entrar no céu. A graça é um dom gratuito de Deus. A fé atua e opera em resposta às crenças bíblicas professas. A verdadeira fé em Cristo é a base da salvação. O verdadeiro amor a Deus se demonstra com a obediência. Por medio da guia constante e o poder do Espírito Santo, podemos cumprir a vontade de Deus em nossas vidas. No entanto, por meio do único sacrifício, Cristo tornou possível que fôssemos perfeitos nele e reclamássemos a justiça de Deus por meio dele (2 Corintios 5:21).

A heresia do perfeccionismo é tão séria que daremos duas citações mais. David Seamands advertiu:
"O perfeccionismo é uma falsificação da perfeição, santidade e santificação cristãs ou uma vida cheia do Espírito. Em lugar de tornar pessoas santas e personalidadee íntegras, isto é, pessoas completas em Cristo, o perfeccionismo nos deixa como fariseus espirituais e neuróticos emocionais". Healing for Damaged Emotions, p. 78.

Um dos principais teólogos do Adventismo, Edward Heppenstall, disse:
"A pretensão da perfeição sem pecado em qualquer momento desta vida terrenal é a raiz do orgulho espiritual e da justiça própria... A salvação pela graça somente significa que a perfeição absoluta e a impecabilidade não podem ser atingidas aqui e agora". Do foljeto Is Perfection Possible? [É Possível a Perfeição?], pp. 11, 12.

O perfeccionismo Sob o Microscópio
Poderá soar estranho, mas com frequência uma pessoa com uma pobre imagem de si mesma tende a ser perfeccionista. Se você se sente inadequado, inseguro do amor de outras pessoas, começa a dizer a si mesmo: "Se apenas me esforçasse mais, se pudesse fazer mais, se fosse uma pessoa melhor, sentir-me-ia melhor a respeito de mim mesmo e outras pessoas me amariam".
No entanto, o perfeccionismo JAMAIS SE SENTE SATISFEITO! Se você não pode aceitar nenhuma das coisas boas que uma pessoa diz de você, então, ainda que você faça grandes coisas, seus lucros não satisfarão esse apetite insaciável pelo perfeccionismo.
O perfeccionista nunca faz a pergunta: "Quanto é suficiente? Em que ponto posso parar? Quanta perfeição terei que atingir para receber o amor e a aceitação de Deus ou das pessoas, que é o que eu realmente quero? Nunca há um final; só a Divindade é perfeita. Os seres humanos NÃO são divinos e os seres humanos NÃO são perfeitos.
Além disso, o perfeccionismo não se dá conta de que DEUS AMA INCONDICIONALMENTE. Deus não retém seu amor até que nós cheguemos à perfeição. Ele nos ama enquanto estamos a crescer e até enquanto somos seus inimigos (Rom. 5:8 e 10). O AMOR INCONDICIONAL DE DIOSNOS CAPACITA PARA MUDAR E AMADURECER.
Tragicamente, os perfeccionistas acham que serão amados mais pela sua perfeição. Mas, a verdade é que sucede o contrário. As pessoas gostam de estar ao redor daqueles que são flexíveis, tolerantes, imperfeitos – pessoas como elas mesmas. A pessoa perfeita as assusta e faze-as afastar-se.
Os perfeccionistas estão sempre pagando uma dívida. O irônico é que ninguém lhes pede que paguem nenhuma dívida. Os perfeccionistas fazem tudo isto porque as pobres imagens de si mesmos lhes manipulam para o fazer. (Jim Conway).
A Biblia fala de perfeccionismo.
"Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós." 1 João 1:8.

"Não sejas demasiadamente justo, nem demasiadamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo?... Na verdade que não há homem justo sobre a terra, que faça o bem, e nunca peque."  Eclesiastes 7:16, 20.

"Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus". Romanos 3:23.

O perfeccionismo NÃO PODE nos ganhar o favor de Deus. A morte de Jesus teria sido em VÃO se pudéssemos salvar-nos sendo perfeitos debaixo a lei.
O engano do diabo é que nossas obras podem granjear-nos a perfeição e assim podemos ser semelhantes a Deus ou como Adão e Eva antes de que pecassem. "...se abrirão os vossos olhos, e SEREIS COMO DEUS..." Gênesis 3:5. Tenha em mente que, se isto fosse realmente verdadeiro, não teríamos necessidade de nosso maravilhoso Salvador Cisto Jesus. Se nossas obras pudessem ganhar-nos o favor de Deus, então poderíamos redimirmos a nós mesmos guardando a lei perfeitamente e mantendo-nos livres de pecado.
O diabo nos leva a achar que podemos ser pequenos e perfeitos MINI-DEUSES feitos a imagem de Deus. Quando não atingimos a perfeição, ali é onde o DIABO REALMENTE NOS TEM EM SUAS MÃOS. Acusa-nos -- "Pecador! Não mereces a salvação!" E, a partir daí procede a identificar todos nossos defeitos e nossa verdadeira natureza pecaminosa. Pode ter tanto sucesso fazendo isto que os perfeccionistas achariam muito difícil ou quase impossível aproximar-se do trono de Deus,  onde há graça e misericórdia quando dela precisamos (“Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” – Hebreus 4:16). Sim, somos indignos, mas a graça é o maior e inapreciável dom que nós os pecadores podemos receber! Não temos que a conquistar porque é um dom gratuito. Ainda que possuíssemos o mundo, não poderíamos comprar a graça. Satanás tratou de pagar, mas fracassou em comprar o plano da salvação (“E disse-lhe: Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares.” – Mateus 4:9). Não permitamos que nos engane fazendo-nos achar que temos que nos conquistar a graça ou pagar por ela.
O cristão cuja fé está posta no sangue de Jesus Cristo sabe que a fé nos justifica diante de Deus. Sabe que, se confessamos nossos pecados, Deus é fiel e justo para perdoar nossos pecados e os torná-los brancos como a neve. Deus torna o que está sujo muito limpo, esquecendo nossos pecados. Esta classe de fé é a que põe o diabo a correr, furioso, a planejar seu próximo método de ataque. O diabo sabe que o quadro-negro está limpo e que ele não pode assinalar as manchas escuras enquanto nossa fé esteja posta na graça do sangue de Jesus Cristo. Louvemos a Deus porque há misericórdia e refúgio quando não podemos ser perfeitos!
"E ser-me-eis santos, porque eu, o SENHOR, sou santo, e vos separei dos povos, para serdes meus. " Levítico 20:26.

"Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo." 1 Pedro 1:16.

Reclamar o gratuito dom da graça de Deus NÃO significa que somos livres para viver como o diabo. Os filhos do diabo vivem para se comprazer a si mesmos em vez de eleger um estilo de vida agradável a Deus. Deus quer que busquemos a santidade. Quer que vivamos uma vida cheia do Espírito Santo. "Eu sou a videira e vocês são os ramos". Deus quer que sejamos guiados pelo Espírito Santo, que produz os frutos nos ramos. Nossas obras e nossas ações falam mais alto que nossas palavras. Podemos escolher em relação a esse assunto. Os amantes do pecado e da iniqüidade, a seu tempo, cometerão o pecado imperdoável, que é o pecado contra o Espírito Santo. Não há perdão para esse pecado.

Jesus estabeleceu um modelo alto: Devemos ser perfeitos como nosso Pai celestial! (Mat. 5:48). No entanto, Deus não teria enviado a Jesus se os seres humanos pudessem aperfeiçoar-se por meio de suas próprias boas obras e seus esforços humanos. Para isso veio Jesus! Porque, debaixo da lei, enfrentamos a condenação. O salário do pecado é morte! Graças a Deus, podemos ser libertos de levar o pesado ônus dos pecados passados! Graças a Deus que, se alguma vez tropeçamos, a graça espantosa é como a mão de Deus que detém nossa queda para que não pereçamos. Enquanto nossos olhos permaneçam focados em Deus e nosso salvador Jesus Cristo, não podemos nos equivocar! Este enfoque constante ou esta fé é o que nos faz perfeitos para caminhar sobre a água como Pedro. Foi quando Pedro apartou seus olhos do salvador e perdeu a fé que começou a afundar no água.

Jesus não veio salvar às pessoas que se fazem perfeitas si mesmas. Veio para salvar aos pecadores, feitos perfeitos por meio de seu próprio sacrifício!

Nenhum comentário: